Stock Car – Comentários pós treinos – Brasília 2013

sábado, 1 de junho de 2013 às 19:33
Átila Abreu

Átila Abreu

Átila Abreu, 5º colocado: Foi uma pena no final porque acabei atrapalhado no Q2, quando tinha condição de brigar pela pole. Mas considerando tudo o que aconteceu hoje abrir a terceira fila é uma posição adequada para lutar pelo pódio no domingo. Na primeira sessão do dia nosso rendimento não era bom, o que impediu de ir além do vigésimo lugar. A equipe então mudou bem o ajuste e encontramos o setup ideal no segundo treino, quando deu para virar o segundo tempo. Nossa simulação de corrida ficou prejudicada porque o treino que deveria ter uma hora e 15 minuto, na prática, teve 15 minutos. Então não temos todos os dados para saber se será necessário trocar pneu. Isso vamos ter que avaliar na hora da corrida.

Fábio Fogaça, 8º colocado: Estou muito feliz com o resultado, em especial porque esta é só minha sexta corrida pela Stock Car e minha quinta pela equipe do Mauro Voegel. A etapa começou um pouco complicada, mas trabalhamos realmente como uma equipe neste sábado e o resultado mostra que escolhemos o caminho certo. Esta é uma pista em que os detalhes decidem as primeiras posições, então precisamos ficar atentos às pequenas oportunidades de melhora nos tempos. Para o treino de classificação mexemos um pouco no carro, e também me acertei mais com a pista. Não considero o resultado uma surpresa, porque trabalhamos bastante para isso, e a evolução está ocorrendo de forma natural. Meu objetivo segue sendo o de aprender e somar pontos no campeonato, e conquistar uma posição entre os dez primeiros no grid é um passo importante nestes dois sentidos. Para a corrida, a expectativa é igualmente boa, apesar do desgaste de pneus preocupar um pouco. De qualquer maneira, este será um problema para todas as equipes, então vamos seguir com nosso planejamento para deixar a Capital Federal com mais um bom resultado.

Denis Navarro, 9º colocado: Em um dia tão complicado como hoje, quando enfrentamos problemas com as zebras e bueiros da pista de Brasília, que fez com que os treinos livres ficassem reduzidos, foi muito bom conquistar outro top-10. Largar em nono amanhã é um bom sinal. Vamos trabalhar para finalizar a corrida deste domingo em uma boa posição, pontuando bem.

Ricardo Zonta, 10º colocado: Trabalhamos muito para manter o bom ritmo a cada etapa. A expectativa é de uma corrida dura no domingo em função dos problemas da pista. Quem conseguir andar forte, poupar pneus e não se envolver em confusões, que são constantes aqui, se dará bem.

Tuka Rocha, 11º colocado: Tivemos a redução dos treinos e com isso foi bem difícil de acertar o carro. Tínhamos um carro muito bom no primeiro treino da manhã. No segundo já choveu e molhou um pouco a pista e nosso carro não ficou tão bom. Sabemos que podíamos ter classificado melhor eu acabei não indo pro Q2, mas no final vou largar em 11º com 5 push a mais e vamos lutar para fazer bastante pontos amanhã e sair mais na frente no campeonato.

Allam Khodair, 12º colocado: Foi uma pena. Tínhamos um carro bom e poderia brigar pelas primeiras filas. Mas o excesso de tráfego atrapalhou minha volta rápida, não consegui aproveitar o melhor momento do pneu e isto foi fatal. Mas temos a vantagem agora de poder usar o ‘push to pass’ mais vezes que os dez primeiros colocados. Vamos para cima. Gosto do traçado do anel externo e acredito que podemos buscar as primeiras posições.

Sergio Jimenez, 13º colocado: Não consegui acertar minha volta perfeita hoje, fazendo trechos bons em voltas distintas. Minha melhor volta veio na quarta passagem, o que não é o ideal, mas mesmo assim a posição de largada não é das piores, já que terei cinco botões de ultrapassagens a mais do que a maioria dos pilotos a minha frente. Minha meta é ter uma prova limpa e terminar a etapa de Brasília dentro dos seis primeiros.

Valdeno Brito, 14º colocado: Em minha melhor volta, acabei sendo atrapalhado pelo Max (Wilson), que veio até o nosso box pedir desculpas. Aceitei, claro, mas infelizmente não há o que fazer agora, porque fiquei de fora do Q2 por apenas quatro centésimos de segundo (0s04).

Diego Nunes, 16º colocado: Foi um dia atípico na Stock Car. É um pena o desleixo que encontramos em vários autódromos. Fizeram uma pequena reforma aqui em Brasília pra melhorar a segurança, mas foi de última hora e assim aparecem as falhas, como esta das grades de escoamento de água ficarem soltando e provocando paralisação de treinos. Ai a programação ficou totalmente comprometida e isto acabou influenciando no desempenho de vários carros, como o nosso. Fizemos um simulado e temos um carro bom para a corrida. Sei que tenho equipamento para ir bem pra frente. Esta posição no grid não reflete bem a nossa situação aqui, era para eu estar largando facilmente entre os dez primeiros. Não chega a ser um circuito oval, pois tem quatro curvas e com freadas. É uma característica única no Brasil, mas seria legal se tivéssemos um oval puro aqui. Com certeza durante o reabastecimento obrigatório teremos que aproveitar a janela do pit stop para substituir os pneus, pelo menos os externos. Vai ser uma corrida estratégica.

Rafa Matos, 18º colocado: Na minha opinião, tem que ser formada uma comissão de equipes e pilotos para vistoriar esses autódromos, que estão caindo aos pedaços. Não estão respeitando as equipes e os pilotos. Eles fazem um remendo que acham que é bom, ninguém testa e a gente vem servir de cobaia. Isso tem que ser mudado urgente. Tempo de pista é extremamente importante, principalmente para nós que já temos muito pouco treino, e hoje cortaram mais da metade dos nossos treinos. No único momento que iria simular uma classificação, choveu. Fomos no escuro para a definição do grid e eu não consegui solucionar um problema no equilíbrio do carro, que está saindo de frente. Agora é analisar os dados e vir com uma solução para amanhã.

Popó Bueno, 19º colocado: Não conseguimos encontrar boa aderência no treino classificatório e com isso estamos largando aquém do nosso potencial. Mesmo assim, estes cinco pushes extras ajudarão a subir na corrida de amanhã.

Rodrigo Pimenta, 26º colocado: O carro, agora, está muito bom. Não tive todas as chances que gostaria para andar rápido aqui, mas estou muito confiante de que faremos um ótimo trabalho. Certamente, vão arrumar essa noite. Então, estamos tranquilos e preparados para fazer uma grande corrida.

Luciano Burti, 27º colocado: O que aconteceu era previsível. Houve um pedido de reforma da CBA e da Vicar [promotora do campeonato] e o governo local contratou uma empresa que não tem conhecimento de automobilismo. Nós sabemos que o governo não pode contratar qualquer empresa, é um processo longo, mas a CBA e a Vicar deveriam acompanhar a obra dia após dia, para oferecer conhecimento técnico, especializado a eles. Mas isso não aconteceu, fizeram só a vistoria em cima da hora, quando a obra já estava concluída, sem qualidade. Da forma que fizeram, talvez funcione para a rua, mas para uma pista de corrida não funciona. O carro piorou dos treinos para o classificatório. Está difícil, mas vamos tentar.

Felipe Lapenna, 30º colocado: Iremos analisar os dados da telemetria agora para saber o que aconteceu. O carro não tinha nenhum sintoma de estar saindo de frente ou de traseira, mas o tempo não vinha. Agora é se concentrar na corrida e andar para marcar pontos.

Wellington Justino, 31º colocado: Não foi um dia muito legal. Com este problema na pista, não conseguimos acertar o carro. Também estou com um problema no motor e vamos trocar para amanhã. Agora é fazer uma corrida com a cabeça, ficar livre de possíveis confusões e tentar chegar nos pontos.

Beto Cavaleiro, 33º colocado: Mais uma vez não consegui treinar quase nada com os pneus novos em virtude das paradas para conserto da pista. Coloquei quatro pneus novos para dar minha volta no classificatório, mas quando iria fechar a minha melhor das passagens, meu câmbio quebrou e cruzei a linha de chegada no embalo. O bom é que deu para perceber que estou no mesmo ritmo dos demais. Amanhã vou conseguir andar no pelotão.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.