NASCAR TS – Paludo briga pela vitória em Talladega, mas perde posições após “Big One”

Miguel Paludo

Miguel Paludo

O gaúcho Miguel Paludo chegou a disputar a liderança da prova deste sábado da Coca-Cola 250, no tri-oval do Talladega Superspeedway, Alabama, Estados Unidos, 18ª etapa da Nascar Truck Series, mas um “Big One” (grande acidente envolvendo vários carros) na última volta tirou a chance do brasileiro em conquistar um melhor resultado.

O piloto da Turner Motorsports brigava pela vitória nas voltas finais da corrida, ocupando a sexta colocação, quando se envolveu em um múltiplo incidente. Mesmo com o carro avariado, Miguel ainda conseguiu levar sua Chevrolet Silverado até a linha de chegada, só que não mais no top-10, e sim na 19a posição.

“O final da corrida foi bem complicado, com muitos pilotos tentando achar seu espaço. O ‘big one’ o fim foi uma pena: o 23 (Jason White) veio para cima e ficamos em 3-wide (três pilotos alinhados em trajetórias paralelas). Nesta condição, fiquei sem sustentação de ar lateral e, como em Daytona, fui sugado para a linha de baixo e tocando com outros carros”, diz Paludo.

“De saldo positivo, fica a avaliação de que mais uma vez estivemos brigando pelas primeiras posições em toda a corrida. E, mesmo com um resultado abaixo do esperado, ainda estamos no top-10 do campeonato”, disse Miguel, que agora soma 538 pontos no campeonato, décima colocação geral.

Embutido no vácuo dos carros à frente, Miguel Paludo optou por começar a corrida pela linha de fora. O gaúcho já conquistava algumas posições no início da prova e ocupava a 15ª colocação na volta cinco após largar de 21º.

Na volta 10, Paludo conseguiu voltar para a linha interna, ocupando, naquele momento, a 13ª colocação. Relatando via rádio, o brasileiro da Turner Motorsports dizia estar bem confortável em sua picape.

Na 14ª passagem, David Starr tocou no muro, furando seu pneu e provocando a primeira bandeira amarela de Talladega. Paludo aproveitou para fazer sua parada para reabastecimento.

A verde foi sacada na volta 19 e Paludo relargava em 14º. Miguel novamente preferiu seguir pelo lado externo, galgando posições. A prova seguia firme e Paludo continuava pela linha de fora. Na volta 30 ocupava a 13ª colocação.

Três voltas depois, Rick Crawford rodava ao tentar se encaixar no pelotão, ia para grama e, por sorte, não coletou ninguém. Segunda bandeira amarela, que Paludo usou para trocar seus pneus e reabastecer. Na relargada, saiu um pouco mais atrás, pois alguns pilotos preferiram não trocar seus pneus. O piloto da Chevrolet Silverado #32 relargava em 21o.

Após algumas voltas em verde, a terceira amarela era sacada por um acidente imediatamente a frente de Miguel Paludo. Ross Chastain bateu em Todd Bodine, mas o gaúcho de Nova Prata evitou muito bem os detritos e se manteve na pista. Aproveitando para parar, Paludo entrou para reabastecer e retornou à prova em 12º.

Relargando com 44 voltas para o fim da etapa, Miguel, mais uma vez escolhia o lado externo para andar. Com 40 para o fim, o #32 aparecia pela primeira vez no top-10, ocupando a nona colocação.

Forçando o ritmo, Miguel subia para sétimo com 38 voltas para o final e continuava galgando. Duas voltas depois, Miguel ocupava a terceira colocação, andando bem forte no momento em que a quarta amarela aconteceu. Donnie Neuenberger perdeu o controle de seu truck, bateu no muro e coletou os pilotos Chris Fontaine e Nelson Piquet Jr.

Miguel Paludo aproveitou para entrar nos boxes para reabastecer. No retorno, o piloto da Turner retornou à pista em segundo. Relargando com 29 voltas para o fim, Miguel mantinha a linha de fora, mas perdia posições após andar de cara para o vento. Com 27 para o fim Paludo caiu para a 14ª colocação e reescalava o pelotão fazendo dupla com Ryan Blaney. Miguel lutava pela 10ª colocação, quando, a 18 voltas do fim, Ron Hornaday rodou seu truck sozinho e provocou mais uma bandeira amarela. Miguel, neste momento, encontrava-se em nono.

Relargando com 15 voltas para o fim, Miguel manteve-se por dentro, mas caiu para a 12ª colocação. Só que na volta 82, outra bandeira amarela – provocada novamente por Ron Hornaday era sacada.

Miguel relargou em 14º com seis voltas para o fim mantendo-se pelo lado externo. Com cinco voltas para o fim, Paludo conseguiu se aproximar bem do pelotão da frente, chegando a ficar em sexto lugar. Na volta final, um ‘Big One’, acidente que envolve múltiplos carros, coletou o brasileiro. Miguel ainda conseguiu levar seu carro semi-destruído até o fim da prova, mas cruzou a linha de chegada em 19º. Parker Kligerman venceu pela primeira vez na categoria.

A próxima etapa da Nascar Truck Series a Kroger 200, no curtíssimo oval do Martinsville Speedway, em Ridgeway, dia 27 de outubro.

Resultado final da Coca-Cola 250:
1º) 7 Parker Kligerman, (Toyota – Toyota / Red Horse Racing), 94 voltas
2º) 13 Johnny Sauter, (Toyota – Hot Honeys / Curb Records), 94
3º) 31 James Buescher, (Chevrolet – TMS), 94
4º) 3 Ty Dillon *, (Chevrolet – Bass Pro Shops / Tracker Boats), 94
5º) 17 Timothy Peters, (Toyota – Toyota / Red Horse Racing), 94
6º) 29 Ryan Blaney, (Dodge – DrawTite / Mopar), 94
7º) 18 Kurt Busch, (Toyota – Dollar General), 94
8º) 151 German Quiroga, (Toyota – NET10 Wireless), 94
9º) 2 Tim George Jr., (Chevrolet – Applebee’s), 94
10º) 33 Cale Gale *, (Chevrolet – Rheem “Chasing the Cure”), 94
11º) 39 Ryan Sieg, (Chevrolet – Pull A Part LLC), 94
12º) 99 Bryan Silas *, (Ford – Rockingham Speedway), 94
13º) 27 Cole Whitt, (Chevrolet – Little Joes Autos.com), 94
14º) 22 Joey Coulter, (Chevrolet – Husky Liners), 94
15º) 57 Norm Benning, (Chevrolet – Norm Benning Racing), 94
16º) 168 Clay Greenfield, (Dodge – Titan Tool), 94
17º) 176 Ryan Hackett, (Ford – J & R Supply), 94
18º) 88 Matt Crafton, (Toyota – Goof Off / Menards), 94
19º) 32 Miguel Paludo, (Chevrolet – Duroline Brakes), 94
20º) 23 Jason White, (Ford – GunBroker.com), 94
21º) 93 Chris Jones, (Chevrolet – RSS Racing), 94
22º) 81 David Starr, (Toyota – Zachry), 93
23º) 220 Rick Crawford, (Toyota – BRG Motorsports / Lilly Trucking), 93
24º) 6 Justin Lofton, (Chevrolet – Lofton Cattle), 93
25º) 09 John Wes Townley *, (Toyota – Zaxby’s), 93
26º) 5 Aric Almirola, (Ford – Jordan Truck Sales), 91
27º) 10 Jennifer Jo Cobb, (Dodge – Driven2Honor.org / Koma Unwind), 90
28º) 9 Ron Hornaday, (Chevrolet – Anderson’s Maple Syrup), 90
29º) 84 Chris Fontaine, (Chevrolet – Glenden Enterprises), 61
30º) 1 Donnie Neuenberger, (Chevrolet – Eagle Convenience Stores), 59
31º) 30 Nelson Piquet Jr., (Chevrolet – Alpinestars / Breast Cancer Awareness), 59
32º) 07 Johnny Chapman, (Toyota – Wear Your Gear / www.Bobber), 47
33º) 11 Todd Bodine, (Toyota – Toyota Care), 46
34º) 08 Ross Chastain *, (Toyota – Melon), 45
35º) 174 Mike Harmon, (Chevrolet – Mike Harmon Racing), 0
36º) 225 Brandon Knupp, (Chevrolet – Hillman Racing), 0

Campeonato da Nascar Truck Series após 18 etapas (10 primeiros):
1º) Ty Dillon, 679 pontos
2º) James Buescher, 678
3º) Timothy Peters, 652
4º) Parker Kligerman, 645
5º) Joey Coulter, 629
6º) Matt Crafton, 627
7º) Justin Lofton, 593
8º) Nelson Piquet Jr., 584
9º) Johnny Sauter, 542
10º) Miguel Paludo, 538

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.