MINI Challenge – Abbate vence duas no sábado em Jacarepaguá

sábado, 14 de julho de 2012 às 19:58

MINIChallenge12-RAbbateA quinta etapa do MINI Challenge Cup teve neste sábado (14/07), em Jacarepaguá (RJ), as duas primeiras corridas do final de semana. O paulista Rafael Abbate realizou uma boa largada na primeira prova, assumiu a liderança e venceu. Na segunda disputa, largando da pole position, Abbate manteve a ponta e seguiu sem maiores problemas para sua segunda vitória neste sábado. Os resultados colocam Abbate a um ponto do vice líder José Mario de Castilho, 225 a 224. “Estou muito feliz com o resultado de hoje e gostaria de agradecer a todos que me apoiaram e acreditaram no meu potencial. Para amanhã espero fazer mais uma boa corrida”, comentou o vencedor.

O gaúcho Vitor Genz, que completou as corridas na segunda e quarta posições respectivamente, manteve a liderança do campeonato e agora soma 263 pontos. “Em termos de campeonato está muito bom. Consegui abrir uma vantagem ainda maior para o segundo colocado no campeonato, então o sábado foi bastante positivo”, comentou Vitor Genz.

Corrida 1:
O pole position Rodrigo Hanashiro perdeu a primeira posição para Rafael Abbate na largada e logo na primeira volta foi tocado por Gabriel Correa, saiu da pista, bateu na barreira de pneus e abandonou a disputa. Apesar do acidente, Hanashiro nada sofreu e Correa foi desclassificado.

“Consegui fazer uma largada muito boa, pulei na frente e na primeira volta já administrei a vantagem. Infelizmente em uma briga pelo segundo lugar houve um toque e os pilotos saíram da pista. Após a relargada consegui manter a ponta e em um ritmo forte pude abrir vantagem e me manter na frente até o final”, afirmou o vencedor.

“Foi um acidente de corrida, não da para lamentar. Já ficou para trás. Temos que olhar sempre para frente”, acrescentou Hanashiro.

Após o incidente a luta pela segunda posição envolveu três pilotos, Vitor Genz, José Mario de Castilho e Christian Mohr. Devido ao lastro de 50 quilos que carregam em seus carros, Vitor Genz e José Mario eram os mais lentos do pelotão, o que acabou segurando os demais pilotos e ocasionou a chegada de Plautos Lins. Com isso Abbate conseguiu abrir boa vantagem na liderança e marcou a volta mais rápida da corrida.

Após o sexto giro Plautos e Mohr começaram a disputar posição entre eles e permitiram que Genz e Castilho brigassem sozinhos pela segunda colocação. A diferença entre eles era de apenas 3 décimos. Zé Mario tentou o ataque final na última volta, mas Vitor conseguiu manter o segundo posto e cruzar a linha de chegada logo atrás de Abbate.

Veja como terminou a primeira corrida
1. Rafael Abbate – 27min46s061
2. Vitor Genz – a 2.720
3. José M. Castilho – a 0.616
4. Christian Mohr – a 0.553
5. Plautos Lins – a 3.748
6. Adriano Amaral/Marcel Wolfart – a 2.791
7. José Ricardo Viana – a 5.775
8. Kreis Jr – a 18.868
9. Alexis Vilela – a 4.565
10. Eduardo Scheer/Matheus Castro – a 1 volta
11. André Pedrotti/Nelson Marcondes – Não completou
12. Rodrigo Hanashiro – Não completou
14. Gabriel Correa – Excluído
Melhor Volta: Rafael Abbate – 1min33s467

Corrida 2:
Na segunda prova novamente Rafael Abbate abriu vantagem logo na largada e não foi ameaçado em momento algum. Hanashiro, que havia largado na penúltima posição completou em segundo e Christian Mohr fechou o top 3.

Hanashiro e Gabriel Correa fizeram boa largada e logo na segunda volta já estavam entre os cinco primeiros, com Hanashiro fazendo a melhor volta da corrida.

Christian Mohr passou a pressionar Vitor Genz pelo segundo lugar e Hanashiro colocou pressão sobre Marcel Wolfart, dono do quarto posto. Na sexta volta a pressão de Mohr deu resultado e ele conseguiu a ultrapassagem sobre o líder do campeonato. Hanashiro veio na cola e duas voltas depois também conseguiu a ultrapassagem.

Nas últimas voltas a briga pela segunda posição voltou a esquentar e no 12º giro Hanashiro superou Mohr, enquanto isso Genz sofria para se manter a frente, ora de Marcel Wolfart, ora de Gabriel Correa. “Um lastro de 50 quilos complica muito em qualquer pista, mas principalmente aqui, pois o desgaste de pneu é muito grande. Larguei em segundo e me segurei como deu. Perdi posições e no final o pneu chegou no limite. Enfrentei uma boa briga com o Wolfart e o Correa. Eles estavam muito mais rápidos, mas segurei como pude e passei a corrida toda olhando no retrovisor”, diz Vitor Genz.

“Foi uma prova extremamente divertida.Tive a vantagem de que, como havia feito apenas uma volta na primeira corrida, estava com um pneu melhor do que os outros. Sabia que tinha um carro muito bom e, como meus pneus estavam mais conservados, teria condições de me dar bem. Algumas ultrapassagens foram muito duras mas deu tudo certo e consegui um bom resultado”, afirmou Hanashiro.

Confira como terminou a segunda prova:
1. Rafael Abbate – a 16 voltas em 26min25s500
2. Rodrigo Hanashiro – a 4.663
3. Christian Mohr – a 1.135
4. Vitor Genz – a 12.129
5. Gabriel Correa – a 0.454
6. Plautos Lins – a 2.266
7. Adriano Amaral/Marcel Wolfart – a 0.015
8. José Mario Castilho – a 0.655
9. Kreis Jr – a 1.321
10. José Ricardo Viana – a 5.404
11. André Pedrotti/Nelson Marcondes – a 2.416
12. Eduardo Scheer/Matheus Castro – a 1.430
13. Alexis Vilela – Não completou
Melhor Volta: Rodrigo Hanashiro – 1min33s319

Classificação do Campeonato:
1. Vitor Genz – 263
2. Zé Mario Castilho – 225
3. Raphael Abbate – 224
4. Matheus Castro – 202
5. Eduardo Scheer – 134
6. Rodrigo Hanashiro – 130
7. Gabriel Correa – 118
8. Cristian Mohr – 116
9. Marcel Wolfart – 112
10. Adriano Amaral – 112
11. Kreis Jr. – 86
12. Plautos Lins – 82
13. Yuri Alves – 74
14. Wanderson Freitas – 67
15. Aleandro Fortunado – 67
16. Luis Augusto Gomes Alves – 46
17. Rolf Gemperli – 41
18. Zé Ricardo Vianna – 39
19. Oswaldo Scheer – 38
20. Franco Giaffone – 37
21. Eduardo Furlanetto – 29
22. Marcos Peixoto – 24
23. Alexis Vilela – 23
24. André Pedrotti – 19

EB – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.