Taxa de progresso da Renault vai demonstrar a saúde da Fórmula 1

quarta-feira, 20 de junho de 2018 às 12:25

Renault e Mercedes

A Renault acredita que sua capacidade de alcançar a Ferrari, Mercedes e Red Bull é um teste importante para o futuro da Fórmula 1, que é dividida em “dois mundos” no momento.

Desde que sua equipe de fábrica voltou para a temporada de 2016, a Renault avançou rapidamente e se estabeleceu como a quarta melhor equipe do grid neste ano.

No entanto, é um distante quarto atrás das três grandes equipes da F1 – ambos pilotos foram retardatários no recente GP do Canadá -, enquanto a Renault tem menos da metade do número de pontos do terceiro colocado Red Bull no campeonato de construtores.

O chefe da Renault, Cyril Abiteboul, disse que sua equipe estava “no topo do segundo mundo, mas queremos fazer parte do primeiro mundo”.

“O sucesso ou não da Renault vai dizer muito sobre a saúde da categoria”, disse Abiteboul. “Se uma montadora como a Renault, que na minha opinião tem as pessoas certas e a infraestrutura certa, não é capaz de mudar do segundo mundo para o primeiro mundo, isso diz muito”.

“Se não podemos fazer isso, ninguém será capaz de fazê-lo. Então, estamos congelando as posições como estão”.

“Eu não acho que é saudável ter uma categoria onde não há capacidade de mudar as posições e ter novos participantes chegando, e assim por diante”.

“Precisamos olhar para o progresso da Renault e a limitação nesse progresso, como um sinal claro de todas as coisas que precisam ser feitas para mudar a F1”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.