Stock Car – Rodrigo Sperafico se despede da equipe Prati-Donaduzzi

domingo, 15 de dezembro de 2013 às 14:50

Rodrigo Sperafico

O ano de 2013 terminou para a Stock Car. A “Corrida do Milhão”, que encerrou o campeonato neste domingo, em Interlagos, São Paulo, ficou marcada pela vitória de Ricardo Zonta – que faturou o prêmio milionário – e pelo bicampeonato do paulista Ricardo Maurício. A prova marcou, também, o fim da terceira temporada da equipe Prati-Donaduzzi Racing na categoria, e deixou boas perspectivas na equipe paranaense para a conquista da sua primeira vitória no próximo campeonato.

A equipe, pole position da etapa de abertura do campeonato, brilhou na primeira metade do ano com boas apresentações em pistas como as de São Paulo e Cascavel – onde Júlio Campos conquistou o primeiro pódio para os carros roxos da Prati na categoria. Para o curitibano, são as lições desta temporada que deixarão a Prati-Donaduzzi Racing ainda mais forte na próxima temporada.

“Nosso primeiro semestre foi positivo, mas na segunda parte do ano tivemos uma série de contratempos e, no total, deixamos de pontuar em sete corridas. Em praticamente todos os finais de semana tivemos um carro competitivo, com chances reais de brigar na frente. Nesta prova, já estávamos em nono quando abandonei em razão da quebra do cubo da roda traseira direita”, comentou Júlio Campos, que deixou a Corrida do Milhão ainda na quinta passagem.

Em sua despedida, Rodrigo Sperafico fez uma prova de recuperação e terminou o ano com mais dois pontos conquistados. Depois de largar em 25º, o piloto creditou ao bom acerto de seu carro, o ritmo de corrida a chance de fechar o ano na zona de pontos.

“Nesta corrida tivemos dez minutos a mais de prova do que o usual, mas estas voltas extras não fizeram tanta diferença no ritmo do nosso carro. Por ser em Interlagos, foi possível cuidar dos freios, de modo que chegamos ao fim da corrida em uma condição competitiva. Como a gente já esperava desde sexta-feira, nosso carro teve um bom ritmo de prova, mas acabamos prejudicados pela classificação abaixo do esperado”, disse Sperafico.

O paranaense foi homenageado pela equipe, a exemplo do que ocorreu com Felipe Massa em sua despedida da Ferrari, há duas semanas no mesmo autódromo de Interlagos. Perfilados na saída dos boxes, os integrantes da Prati-Donaduzzi aplaudiram Sperafico por cerca de um minuto, antes do início da prova deste domingo.

A decisão do campeonato foi eletrizante em Interlagos, especialmente nas últimas voltas, quando Ricardo Maurício e Thiago Camilo fizeram uma disputa direta pelo título. Maurício, que largou em sexto, terminou a prova em segundo lugar e se tornou bicampeão da categoria com o sexto lugar de Thiago Camilo. Ricardo Zonta venceu pela primeira vez na Stock Car e faturou o prêmio de R$ 1 milhão.

Confira como terminou a última etapa da Stock Car 2013:
1 – Ricardo Zonta – BMC Racing – Chevrolet – 30 voltas em 51min46.059 –
2 – Ricardo Mauricio – Eurofarma RC – Chevrolet – a 0s.707
3 – Cacá Bueno – Red Bull Racing – Chevrolet – a 1s536
4 – Allam Khodair – Vogel Motorsport – Chevrolet – a 1s688
5 – Max Wilson – Eurofarma RC – Chevrolet – a 4s458
6 – Thiago Camilo – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 4s698
7 – Nonô Figueiredo – Mobil Super Pioneer Racing – Chevrolet – a 4s813
8 – Luciano Burti – Boettger Competições – Peugeot – a 15s715
9 – Rubens Barrichello – Medley Full Time Competições – Chevrolet – a 18.782
10 – Átila Abreu – Mobil Super Pioneer Racing – Chevrolet – a 18s797
11 – Valdeno Brito – Shell Racing – Peugeot – a 23s636
12 – Ricardo Sperafico – Officer ProGP – Chevrolet – a 26s104
13 – Lico Kaesemodel – Boettger Competições – Peugeot – a 31s111
14 – Denis Navarro – Voxx Racing Team – Peugeot – a 32s645
15 – Bruno Senna – Raízen Racing – Peugeot – a 35s056
16 – Felipe Lapenna – Hanier Racing – Peugeot – a 36s910
17 – Duda Pamplona – Officer ProGP – Chevrolet – a 39s693
18 – Rafa Matos – Hot Car Competições – Chevrolet – a 46s148
19 – Rodrigo Sperafico – Prati-Donaduzzi Racing – Peugeot – a 55s653
20 – Fabio Fogaça – Vogel Motorsport – Chevrolet – a 1min09s534
21 – Alceu Feldmann – Full Time Competições – Chevrolet – a 1min10s688
22 – Popó Bueno – Shell Racing – Peugeot – a 1min13s137
23 – Lucas Foresti – RC3 Bassani – Peugeot – a 1min15s752
24 – David Muffato – Carlos Alves Competições – Peugeot – a 1min19s347
25 – Rodrigo Pimenta – Gramacho Competições – Peugeot – a 1min24s602
26 – Vitor Genz – Gramacho Competições – Peugeot – a 1min37s893
27 – Beto Cavaleiro – Hanier Racing – Peugeot – a 3 voltas
28 – Tuka Rocha – BMC Racing – Chevrolet – a 3 voltas
29 – Marcos Gomes – Carlos Alves Competições – Peugeot – a 10 volta.
30 – Diego Nunes – RC3 Bassani – Peugeot – a 10 voltas
31 – Galid Osman – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 10 voltas
32 – Daniel Serra – Red Bull Racing – Chevrolet – a 22 voltas
33 – Julio Campos – Prati-Donaduzzi Racing – Peugeot – a 25 voltas
34 – Wellington Justino – Hot Car Competições – Chevrolet – a 27 voltas
35 – Sergio Jimenez – Voxx Racing Team – Peugeot – a 29 voltas

Campeonato:

1 – Ricardo Maurício – 218 (campeão)
2 – Thiago Camilo – 215
3 – Cacá Bueno – 196
4 – Daniel Serra – 181
5 – Max Wilson – 163
6 – Valdeno Brito – 152
7 – Ricardo Zonta – 144
8 – Rubens Barrichello – 118
9 – Sérgio Jimenez – 107
10 – Marcos Gomes – 102
11 – Átila Abreu – 97
12 – Luciano Burti – 92
13 – Nonô Figueiredo – 84
14 – Rafa Matos – 84
15 – Allam Khodair – 78
16 – Tuka Rocha – 73
17 – Diego Nunes – 71
18 – Julio Campos – 67
19 – Galid Osman – 64
20 – Denis Navarro – 63
21 – Ricardo Sperafico – 54
22 – Lico Kaesemodel – 54
23 – Rodrigo Sperafico – 53
24 – Duda Pamplona – 53
25 – Popó Bueno – 49
26 – Fábio Fogaça – 41
27 – Alceu Feldmann – 28
28 – Felipe Lapenna – 27
29 – David Muffato – 25
30 – Vitor Genz – 16
31 – Rodrigo Pimenta – 13
32 – Wellington Justino – 8
33 – Gabriel Casagrande – 3
34 – Beto Cavaleiro – 2

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.