Stock Car – Expectativas para a 10ª etapa em Curitiba

sexta-feira, 16 de outubro de 2015 às 11:55

Marcos Gomes

Marcos Gomes: A etapa de Curitiba em agosto foi um marco para que a equipe mostrasse realmente que poderia não apenas tomar a liderança como poderia permanecer nela por várias etapas. Naquela rodada dupla, vencemos a primeira corrida e ainda fizemos a volta mais rápida nas duas provas. O objetivo agora é manter nossa vantagem na liderança nesta fase decisiva do campeonato.

Felipe Fraga: Tanto eu quanto o Marquinhos estamos vivendo um ótimo momento. A equipe venceu as duas corridas na etapa passada e mostramos que podemos lutar não só pelo título de pilotos, mas também pelo campeonato de equipes. A Voxx está em seu terceiro ano na Stock Car e todos sabemos da importância que seria uma conquista desse porte.

Rubens Barrichello: Já fizemos essa ação (carro pintado de rosa) em 2013, e só não a usamos em 2014 porque não teve corrida em Outubro. Mas a ideia é divulgarmos e apoiarmos essa prevenção da doença que mais afeta as mulheres no Brasil. E, além de chamarmos atenção para essa causa, vamos fazer nossa parte em ajudar ao IBCC (Instituto Brasileiro de Controle do Câncer) para contribuir com as brilhantes ações no combate ao câncer (de mama).

Lucas Foresti: Depois de duas etapas já disputadas aqui, encaro essa terceira com mais confiança ainda para fazer meu primeiro pódio. Já temos um bom acerto base e o trabalho é ajustar os detalhes. O fato de Curitiba ser a casa de todo mundo meio que nivela a competição e nessa hora que o talento se sobressai. Sempre me sinto confiante aqui e consigo tirar tudo do carro.

Allam Khodair: O troféu de primeiro lugar é o único que está faltando na nossa prateleira deste ano. Mas a nossa perseguição a este resultado está cada vez mais forte. A cada corrida chegamos mais perto desta conquista. Estamos evoluindo bastante ao longo da temporada e vivemos agora o nosso melhor momento no ano. Por isso o nosso objetivo é buscar esta vitória e dar sequência nas corridas que faltam para chegar ao final do ano brigando pelo título. Isso mostra o quanto a Stock Car é equilibrada e como qualquer ponto faz toda a diferença na briga pelo título. São vários pilotos de altíssimo nível brigando por milésimos de segundo. O campeonato ainda está aberto. Ainda temos três etapas para disputar. São cinco corridas com a última, em Interlagos, valendo o dobro de pontos. Então é acelerar, conquistar vitórias e os melhores resultados possíveis para poder chegar a São Paulo de olho no título. Estou muito feliz de poder prestar esta homenagem. Sinto muito orgulho de ter ao meu lado uma empresa que patrocinou o bicampeonato de Emerson Fittipaldi na F1 e o tricampeonato de Chico Serra aqui na Stock Car. Espero agora retribuir esta confiança levando o #100 para o alto do pódio nestas corridas que faltam para o final da temporada.

Átila Abreu: Correr pela terceira vez em Curitiba neste ano é muito interessante para avaliarmos nossa evolução ao longo da temporada. Nossa maior mudança foi a troca do chassi na etapa passada, e respondeu bem apesar de o piso em Campo Grande não permitir a melhor performance. Vamos trabalhar para achar o acerto ideal e já chegamos com parâmetros razoáveis. Mudamos um pouco nosso plano de desenvolvimento, retornando para algumas soluções que funcionaram bem no ano passado. Na última passagem por Curitiba tivemos o melhor desempenho do ano nas rodadas duplas: largando em quinto, terminando a corrida longa em quarto e na corrida curta tinha um pódio garantido quando furou o pneu a poucas voltas do fim. Então vou bem animado para a etapa, principalmente porque nosso retrospecto nesta pista é muito positivo, com poles, pódios e vitórias.

Raphael Abbate: É a pista onde mais andei com este carro. Então já não tenho muito mais com o que me adaptar. É entrar no carro e buscar o melhor acerto. A expectativa para a etapa é a melhor possível. Já fiquei em oitavo em uma das corridas em Curitiba e espero ajudar a equipe a voltar a conquistar bons resultados. Também terei um novo companheiro e espero que ele traga novidades do mundo das corridas da Argentina para somar a todo o nosso trabalho.

Bia Figueiredo: Foi lá que conseguimos um Top 10 [ficar entre os 10 melhores do grid]. Com base nisso, tentaremos ser o mais competitivo possível para essa etapa, com aprimoramentos. A ideia é colocar em prática todo esse trabalho interno e um possível melhor final de semana do ano.

Júlio Campos: Das nove etapas realizadas, ele (Gomes) largou sete vezes na primeira fila na corrida mais longa, aquela que dá mais pontos. Foram quatro poles e três segundos lugares. Só duas vezes saiu em sexto. Acho que só o sequestrando para todos aumentarem as chances. Curitiba nunca foi a nossa pista favorita, onde não tínhamos um bom retrospecto. Mas conseguimos melhorar o carro nesse circuito e isso nos anima para esta próxima etapa. Temos de pensar em uma prova por vez. Será difícil, porque já não dependemos apenas de nós mesmos. O Marquinhos também não pode seguir com essa performance, a melhor de todos os tempos em treinos classificatórios de um piloto da Stock Car. De qualquer forma, a briga pelo terceiro e até segundo lugar ainda está aberta e temos condições de voltar a andar lá na frente. Nas últimas três etapas, sofri com o furo de um pneu, a quebra do motor e a do diferencial, o que não é normal. Espero ter no fim de semana a mesma sorte que tive nas provas anteriores em Curitiba.

Rafa Matos: Estou vivendo um momento especial na minha vida com o nascimento da Júlia e espero que ele continue numa pista em que sempre temos conseguido andar bem. Vamos para a antepenúltima etapa do campeonato e a preocupação principal é voltar a pontuar. Não podemos abaixar a cabeça diante do que enfrentamos, o objetivo é trabalhar muito e pensar positivo para voltar ao pódio e aparecer novamente bem na classificação do campeonato.

Valdeno Brito: Foi um dos meus dias mais felizes na Stock, porque a gente estava começando um projeto com a Shell Racing e vencer logo na segunda corrida do time mostrou que estávamos no caminho certo.

Ricardo Zonta: Sem dúvida a segunda metade da temporada está garantindo bons resultados para toda nossa equipe e por isso a expectativa é de mais uma boa apresentação neste final de semana em Curitiba, onde corro em casa e a motivação por um bom resultado é ainda maior.

Denis Navarro: Aquela foi uma corrida muito boa. A melhor que fizemos no ano, superando até o quarto lugar que tivemos em Ribeirão Preto. Nosso carro tinha um ritmo excelente e poderíamos até brigar pela vitória nas voltas finais. Estávamos mais rápidos que o Marcos Gomes, que liderava a disputa. Mas infelizmente tivemos o problema do radiador, que nos tirou da corrida. O bom disso tudo é que agora estamos de volta a esta pista que eu gosto bastante e já temos uma ideia do que podemos buscar em termos de acerto do carro para tentar chegar ao pódio.

Sérgio Jimenez: O fato de termos corrido tantas vezes em Curitiba este ano nos deu uma boa base de acerto e sabemos o que precisamos fazer para, pelo menos, tentar voltar ao pódio. Mas entramos neste final de semana com o objetivo claro de buscar mais uma vitória e estamos bastante confiantes no trabalho que desenvolvemos até aqui.

Gabriel Casagrande: Estamos evoluindo bastante ao longo desta temporada e meu objetivo é seguir este ritmo. Estamos há um mês sem realizar corridas e estou bastante ansioso para voltar a acelerar, ainda mais em Curitiba, onde a atmosfera é diferente. Temos nossa família e amigos torcendo, visitando nossos boxes. Todas essas coisas ajudam a nos dar força para buscar um grande resultado.

Luciano Burti: O mais importante para nós é conseguirmos andar bem nessas etapas finais. Evoluímos nas últimas duas corridas em termos de performance, por exemplo, na última em Campo Grande meu carro era muito bom, mas eu tive problemas na classificação. Trocamos o motor para corrida e mesmo assim o carro não ficou bom o suficiente. A equipe tem trabalhado neste espaço de tempo para ver se descobre onde está o problema, porque em Curitiba isso é muito importante. Já tive bons resultados em Curitiba e espero que essa evolução que tivemos no carro e nas últimas provas possa trazer uma melhora nessa pista.

Rafael Suzuki: Houve uma grande evolução no nosso carro nas últimas duas etapas, em Cascavel e Campo Grande, com posições de largada melhores e bom ritmo de corrida. Então, acredito que será uma ótima oportunidade para termos nosso melhor fim de semana em Curitiba, já que nosso histórico é bom lá. Basta que consigamos encaixar tudo para extrairmos o máximo de pontos possíveis, que é o nosso objetivo para subir na classificação geral. Tudo indica também que a estratégia no pit-stop será fundamental nessa corrida, então vamos ficar ligados.

Guga Lima: Estou bem animado para essa etapa, já que será a primeira vez que vou repetir uma pista na Stock Car. Foi lá que fiz minha segunda corrida na categoria e onde conquistei meus primeiros pontos, então acho que temos tudo para buscarmos nosso melhor resultado até aqui. Além disso, como é minha cidade-natal, a família está sempre presente, então é muito legal.

Popó Bueno: Na nossa última passagem pelo circuito, na sexta etapa, tivemos aquele acidente marcante e duas corridas bem complicadas, apesar de ter conseguido chegar em décimo terceiro e pontuar. Nosso objetivo é sempre manter um equilíbrio na equipe e evoluir. Claro que chegamos a Curitiba confiantes, pois tivemos bons resultados nesse circuito, então agora é trabalhar para quem sabe trazer mais um pódio para a equipe. Gosto muito da pista de Curitiba e acredito que vai ser um final de semana de bons resultados. Como será a quarta passagem da Stock Car nesse ano no circuito, contando com os treinos da pré-temporada, e apesar de achar que todos estarão muito próximos, eu chego com um pouco mais de experiência no traçado, e isso é bom.

Diego Nunes: Quero aproveitar esse histórico positivo nesta pista para conseguir mais um pódio. Quero fechar com chave de ouro a temporada aqui no Paraná. Além disso, também estou confiante com o desempenho do meu carro. Este é meu objetivo na temporada, terminar entre os dez primeiros na classificação geral. Estou focado nesta reta final do campeonato, e como a última etapa tem pontuação dobrada posso conseguir uma posição ainda melhor na tabela. Eu, o Mauro (Vogel) e toda minha equipe estamos trabalhando para isso. Pelo menos a meta tem que ser cumprida, mas posições acima também serão muito bem-vindas e comemoradas, afinal será por merecimento.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.