Stock Car – Expectativas etapa de Curvelo 2017

quinta-feira, 20 de julho de 2017 às 17:00
Atila Abreu

Atila Abreu

Allam Khodair: Tive uma adaptação rápida ao traçado e, com um carro rápido, muito bem acertado, chegamos muito perto do pódio no ano passado. Então já temos um caminho para começar a disputa deste final de semana. Estou confiante de que, agora que chegamos à metade do campeonato, vamos começar a reagir e brigar por vitórias na temporada. Foi uma corrida muito disputada. Mas, sem dúvida, o que nos lançou para a briga pelas primeiras posições foi conseguir largar no pelotão da frente. Por isso nosso objetivo principal em Curvelo é brigar pela pole e, no mínimo, voltar a largar entre os cinco primeiros colocados. Precisamos disso para entrarmos na pista com boas condições para ganhar corridas.

Átila Abreu: Será um fim de semana muito bacana, estou muito animado. A energia do público é muito boa, Curvelo é uma cidade pequena e bem acolhedora, tem tudo para ser um grande evento. A pista é muito bacana, gostei bastante. Houve algumas alterações no começo do traçado, então isso será um aprendizado para todos os pilotos, mas pelo que vi as mudanças ficaram muito boas. A equipe andou bem lá no ano passado e na Corrida do Milhão aprendemos bastante e identificamos qual foi o problema para voltarmos a ser competitivos. A meta é sair de Curvelo entre os três primeiros na tabela. Não depende só de nós, mas estou bem confiante.

Betinho Valério: Será algo incrível. É uma honra muito grande representar o meu estado competindo em casa já na principal categoria do automobilismo nacional. Não vejo melhor maneira de fazer minha estreia com automóveis aqui em Minas. É minha primeira corrida de carro em Minas. Antes disso, competi somente kart. Lembro que fiquei muito feliz. Os fãs mineiros mereciam ter esse autódromo há muitos anos. Já tivemos grandes pilotos no nosso Estado e acho que um autódromo só vai aumentar nosso potencial no automobilismo. Então, correr em Curvelo é provavelmente um dos momentos que eu mais aguardo nesta temporada. Por isso me sinto tão honrado em representar Minas Gerais nessa corrida. Sem contar que terei uma torcida especial em Curvelo e espero aproveitar essa energia positiva.

Bia Figueiredo: É um prazer voltar para o Circuito dos Cristais. Ano passado os fãs mineiros compareceram, as arquibancadas estavam lotadas e correr assim é sempre mais gostoso e motivador. Terei que estar muito atenta, tivemos algumas mudanças na pista, alterações no traçado e isso exigirá muito dos pilotos, teremos que nos readaptar, mas estou otimista, querendo levar muitos pontos para casa. Fiquei surpresa por ter sido a 2ª mais votada na estreia do Hero Push. Saber que o público está do meu lado me dá ainda mais confiança, então continuo contando com essa ajuda dos fãs para esse empurrãozinho que ajuda muito durante a corrida.

Cacá Bueno: A etapa de Curvelo será decisiva para os pilotos que sonham com o título da Stock Car em 2017. Com a rodada dupla, são mais pontos em jogo do que na etapa anterior (a Corrida do Milhão, disputada em prova única) e mais do que nunca é hora de tentar descontar a diferença para o líder. Obviamente as primeiras etapas foram de adaptação do time com a nova bolha (Chevrolet) e a própria estrutura nova, que foi ampliada para 2017. Mas já conseguimos resultados consistentes nas últimas provas e sabemos que viremos forte em Curvelo novamente, onde o time venceu com dobradinha em 2016.

Cesar Ramos: Estou estudando algumas câmeras onboard para pegar manhas da pista. Pelo que vi, é um traçado que se adapta bem ao meu estilo. Por isso, apesar de ser o único do grid que nunca andou lá, acredito que não terei grandes dificuldades. Além disso, a parte nova da pista será nova para todo mundo. Estamos evoluindo bastante e o foco agora é somar o maior número de pontos possíveis para continuar subindo na tabela.

Denis Navarro: Ano passado nós tivemos vários abandonos de carros que não chegaram no final por falta de combustível e eu acabei conseguindo terminar com a quinta posição na corrida 2. Acredito que muita coisa será diferente em 2017, principalmente por conta da redução da extensão do traçado (de 4.420 para 3.330 metros), que aconteceu para dar mais segurança aos pilotos. Mesmo assim, a questão da estratégia deverá ser novamente fundamental para buscarmos um bom resultado e o final da prova poderá ser surpreendente. A Cimed Racing teve um final de semana bastante especial com essa dobradinha no ano passado e com certeza temos bons dados da pista que podemos utilizar nesse ano. Mesmo com a mudança do traçado, existem várias informações que nós podemos aproveitar. É uma pista desafiadora e espero conseguir novamente um bom resultado.

Diego Nunes: Perdemos pontos importantes nessas últimas etapas, mas a cada corrida vamos evoluir e buscar escalar essa tabela, vamos tentar nessa etapa atingir o top10 que está perto. Temos um bom carro e estamos competitivos. Além disso a nossa equipe andou muito bem no ano passado nessa pista, infelizmente na etapa anterior nesse circuito, faltando três voltas, eu estava liderando e tive que entrar para abastecer, tentamos economizar combustível, mas a estratégia acabou não dando certo, faltou um safety car. Curvelo é uma pista com desgaste razoável de pneus, é uma pista que ainda é novidade para todos os pilotos, mas com certeza essas mudanças foram positivas melhorando a nossa segurança. Gostei muito do traçado, com certeza vai ser melhor e estou confiante para essa nova etapa.

Felipe Fraga: Todo circuito novo é um desafio extra para pilotos e equipes, porque, como se sabe, os testes são proibidos na Stock Car, então só podemos conhecer a pista com o carro durante o treino livre de sexta-feira. Por isso é importante começar bem o final de semana para conseguir bons resultados mais uma vez, como foi na reinauguração de Goiânia em 2014 e no ano passado aqui com a vitória em Curvelo. É bem seletivo e desafiador para o piloto. Não andei na pista nova e não posso opinar ainda, mas a impressão é que ficou mais lenta no primeiro trecho.

Felipe Lapenna: Depois do final de semana de Curitiba, onde tivemos muitos problemas, estou ansioso pra andar no carro e ter certeza que o carro está 100%. Curvelo ano passado tava super bem na corrida trocando de posição com o Thiago (Camilo) andando entre os seis primeiros e meu carro quebrou, espero que essa maré de azar passe e que façamos uma grande corrida.

Galid Osman: Bati forte e a área de escape era realmente perigosa, quase acertei uma árvore. Com essa nova configuração e o bom trabalho de análise de dados da nossa equipe temos tudo para ser competitivos esse fim de semana.

Guga Lima: É só o segundo ano da categoria em Curvelo, mas é uma pista que eu me adaptei bem no ano passado e eu gostei bastante do traçado. Agora vamos ter uma parte nova, mas pelo que eu vi não vai ser muito difícil, então estou confiante. Vamos trabalhar para chegar com um set up bom e ir evoluindo.

Julio Campos: Para o público será ótimo, já que o espetáculo ficará melhor. Mas, para os pilotos, isso significa que a defesa de posição se tornará ainda mais difícil. Mesmo que essa nova receita do push ajude nas ultrapassagens, é fundamental sair nas primeiras filas para evitar o risco sempre grande de um enrosco quando se parte a partir do meio do grid. Tivemos alguns percalços recentes, mas tenho certeza que estaremos outras vezes no Q3 até o fim do campeonato.

Márcio Campos: Tive uma adaptação rápida ao circuito. Lembro que, depois dos dois primeiros treinos, assumi o posto de piloto mais rápido do final de semana. Venci de ponta a ponta, com direito a volta mais rápida. Foi uma grande corrida. Agora, espero usar esta experiência vencedora para me ajudar a construir um bom resultado na Stock Car.

Marcos Gomes: Em 2016, fizemos uma ótima corrida, com o carro muito bem ajustado e conseguindo uma excelente dobradinha. Eu larguei em terceiro, ultrapassei o (Rubens) Barrichello em um momento perfeito na prova e consegui manter um bom ritmo sem precisar forçar muito o carro. Ainda fiz a melhor volta nas duas baterias e espero que esse bom desempenho se repita neste ano. Acredito que Curvelo é uma boa pista para buscarmos essa vitória que tem escapado por pouco em 2017. Houve uma redução na extensão do traçado, mas a Cimed Racing tem ótimos dados sobre a pista e o nosso objetivo é lutar lá na frente. Se tivemos chances de vencer nós iremos lutar e trabalhar para isso, mas sempre com o foco em continuar subindo no campeonato.

Rafael Suzuki: Temos bons motivos para confiar em uma recuperação em Curvelo. Estamos evoluindo a cada etapa, inclusive no Milhão, quando uma pane seca nos impediu de pontuar bem. Curvelo ainda é uma pista nova para todos, então a disputa fica ainda mais equilibrada. Vamos com o objetivo de fazer boas corridas e ter um 2º semestre ainda mais forte. O público de Minas Gerais também apoiou muito a Stock Car no ano passado, então será legal encontrá-los novamente.

Ricardo Zonta: É uma pista que eu gostei bastante. Com essas alterações, vai ficar um pouco mais fácil do que no ano passado. Mas é uma pista que cobra bastante do piloto e também do acerto do carro. No ano passado, tive alguns problemas mas este ano espero um bom resultado e, com o apoio dos internautas, ser um dos três eleitos do Fan Push.

Sérgio Jimenez: É uma pista que ainda continua nova para todos, só corremos um ano lá, então pode ser algo positivo para nós. A expectativa é conseguir andar melhor em Curvelo. Estou vindo de duas etapas com problemas e acabei nem correndo em Cascavel e Curitiba. Curvelo é uma pista que tem um desgaste de pneus razoável. Então, temos de estar bem focados para conquistar um bom resultado e conseguir deixar o carro em ordem. A equipe fez uma revisão geral na oficina para que a gente não tenha nenhum problema técnico, então vamos lutar para iniciar uma reação no campeonato.

Thiago Camilo: Fizemos um pré-evento muito bom. Apesar de a pista ter um novo traçado, pois um trecho onde ocorreram alguns acidentes foi retirado, estudamos bastante tudo o que foi feito ano passado por seis carros, os dois da RCM, onde eu a Galid corríamos, e os quatro da Mattheis. Nessa nova configuração o Circuito dos Cristais passará de uma pista de baixa para média velocidade para uma pista de média para alta velocidade. A tração na saída das curvas passará ser menos determinante, o que muda o acerto do carro. Creio que nossos carros já descerão do caminhão para o primeiro treino livre com um bom acerto.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.