Stock Car – Diego Nunes sofre acidente e termina no meio do pelotão

domingo, 15 de dezembro de 2013 às 14:47

Diego Nunes

A Stock Car tem um novo milionário e um novo bicampeão. O ex Fórmula 1 Ricardo Zonta (BMC) venceu pela primeira vez e tornou-se o mais novo milionário da principal categoria do automobilismo brasileiro, ao receber a bandeirada da Corrida do Milhão, disputada domingo (15/12) no autódromo de Interlagos (SP). Com a segunda posição, Ricardo Mauricio (Eurofarma) tornou-se campeão pela segunda vez – a primeira foi em 2008 -, na mesma temporada em que já havia garantido o bicampeonato do Brasileiro de Marcas.

A pretensão de Diego Nunes terminar o campeonato entre os dez primeiros foi parada no acidente mais grave da 12ª e última etapa. Faltando 10 voltas para o encerramento da competição seu carro ficou sem freios e foi inevitável o batida a cerca de 120 km/h, com um impacto equivalente a 8,5 a força da gravidade.

“Fiquei sem freio na freada da curva da Junção, joguei o carro para a grama, mas com eu estava a 160 km/h acabei atravessando a pista e ainda bati violentamente no Marquinhos Gomes. Ainda bem que o carro está bem seguro e não nos machucamos”, contou Diego Nunes. “O carro era muito bom. Dava para terminar ali pelo 12º lugar e com isto terminar o campeonato pelo menos entre os onze primeiros. Foi uma pena, mas acontece”, completou o piloto que ocupava a 15ª posição naquele momento, depois de ter largado do 21º posto.

Apesar deste problema, a equipe RC3 Bassani Racing considera que foi uma boa temporada. “A gente precisava pontuar nesta prova para terminar bem o ano, mas, mesmo assim, foi a temporada em que o Diego pontuou mais. O carro estava bom, mas este problema de freio minou a nossa pretensão”, comentou o engenheiro Eduardo Bassani.

O outro piloto da RC3 Bassani, o novato Lucas Foresti largou da 34ª posição por causa da quebra do câmbio e terminou em 23º. “Foi a minha primeira corrida na Stock Car e tive a oportunidade de fazer e levar ultrapassagens. Então, foi uma boa experiência, diferente de tudo o que já fiz correndo de kart e Fórmula. Acho que foi dentro de nossa expectativa”, disse o brasiliense, que ainda não decidiu o que vai fazer na próxima temporada.

Os dez primeiros na Corrida do Milhão foram:
1) Ricardo Zonta, 30 voltas em 51min46s059 (Média de 150,0 km/h);
2) Ricardo Mauricio, a 0s707;
3) Cacá Bueno, a 1s536;
4) Alam Khodair, a 1s688;
5) Max Wilson, a 4s458;
6) Tiago Camilo, a 4s698;
7) Nono Figueiredo, a 4s813;
8) Luciano Burti, a 15s715;
9) Rubens Barrichello, a 18s782;
10) Átila Abreu, a 18s797.

A pontuação final da Stock Car ficou assim:
1 – Ricardo Maurício – 218
2 – Thiago Camilo – 215
3 – Cacá Bueno – 196
4 – Daniel Serra – 181
5 – Max Wilson – 163
6 – Valdeno Brito – 152
7 – Ricardo Zonta – 144
8 – Rubens Barrichello – 118
9 – Sérgio Jimenez – 107
10 – Marcos Gomes – 102
11 – Átila Abreu – 97
12 – Luciano Burti – 92
13 – Nonô Figueiredo – 84
14 – Rafa Matos – 84
15 – Allam Khodair – 78
16 – Tuka Rocha – 73
17 – Diego Nunes – 71
18 – Julio Campos – 67
19 – Galid Osman – 64
20 – Denis Navarro – 63
21 – Ricardo Sperafico – 54
22 – Lico Kaesemodel – 54
23 – Rodrigo Sperafico – 53
24 – Duda Pamplona – 53
25 – Popó Bueno – 49
26 – Fábio Fogaça – 41
27 – Alceu Feldmann – 28
28 – Felipe Lapenna – 27
29 – David Muffato – 25
30 – Vitor Genz – 16
31 – Rodrigo Pimenta – 13
32 – Wellington Justino – 8
33 – Gabriel Casagrande – 3
34 – Beto Cavaleiro – 2

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.