Stock Car – Comentários de sexta-feira – Ribeirão Preto 2013

sexta-feira, 9 de agosto de 2013 às 19:36
Allam Khodair

Allam Khodair

Allam Khodair, 2º colocado: Nosso carro teve uma adaptação realmente boa às condições de pista e esperamos melhorar ainda mais ao longo do final de semana. Ainda estamos passando por uma fase de ajustes, principalmente em relação aos freios. Mas este bom início mostra que estamos no topo em busca da primeira vitória do ano. Largar na frente será essencial nesta corrida. Mesmo com alguns pontos de ultrapassagem e do push-to-pass, esta é uma pista de rua. Aqui não vai ser nada fácil tentar escalar o pelotão.

Thiago Camilo, 4º colocado: A pista realmente não se parece com nada que conhecemos, e não estava disponível no simulador. Então quem chegou aqui e se adaptou mais rapidamente levará vantagem ao longo do fim de semana. Eu gosto desse tipo de situação, minha comunicação com a equipe e com meu companheiro (Galid Osman) é muito boa”, disse Camilo, que fez a pole position na primeira vez que a Stock Car correu em um circuito de rua, justamente em outro fim de semana de Dia dos Pais, em Salvador, 2009. “Essa pista é interessante, desafiadora, exige bastante do piloto, mas é muito travada. A classificação vai representar 80% do fim de semana, e nós começamos muito bem, mas temos que continuar evoluindo para brigar por um lugar nas duas primeiras filas amanhã, pois quem largar para trás dessas posições dificilmente brigará pela vitória.

Rafa Matos, 7º colocado: Foi um bom início de trabalho. Fizemos uma mudança no carro e o equipamento reagiu bem, estamos no caminho certo. Achei a pista relativamente simples, não é muito técnica, mas exige atenção, porque erros costumam ser cruciais em pistas de rua. Será importante ter o equilíbrio entre velocidade de retas e as freadas fortes, mas estou otimista.

Júlio Campos, 9º colocado: Realmente temos uma pista bastante diferente, na minha opinião mais travada que a anterior”, apontou Júlio Campos. “Começamos os treinos com bons resultados e, embora tenhamos enfrentado um problema com o volante do meu carro, conseguimos um bom tempo de volta e isso manteve a nossa expectativa positiva.

Átila Abreu, 10º colocado: É uma pista bem traiçoeira, de baixa velocidade. Não cheguei a colocar quinta marcha e a velocidade máxima foi de 190 km/h. As freadas são bem fortes e, como as retas são curtas, não dá tempo de os freios esfriarem. O calor que fez hoje nas pedaleiras há muito tempo eu não sentia. Isso sinaliza que a temperatura está alta nos freios. Vai ser muito importante pensar em como gerenciar isso para ter sucesso na corrida. O piso é um pouco mais ondulado que imaginava. Alguns pontos em que andando a pé, de moto ou carro de passeio pareciam lisos, se mostraram mais sensível para o Stock Car. Sem dúvida será um desafio adicional lidar com isso.

Rodrigo Sperafico, 22º colocado: A pista está mais larga e a reta ficou bem maior, embora, no geral, eu tenha achado o traçado mais travado. Mas, pista de rua é pista de rua. Então teremos certamente que usar muito bem os botões de ultrapassagem para ganhar posições.

Diego Nunes, 23º colocado: A pista é legal, tem mais pontos de ultrapassagem do que o traçado anterior, então vai ser melhor na corrida e proporcionará muitas trocas de posições. Mas para nós o melhor é que ela é mais segura, pois é mais larga e com boas áreas de escape. Se errar dá para abortar e voltar para o traçado com relativa segurança. Quem abusar por muito tempo vai ficar sem freio e ai o risco de errar e até bater será grande.

Ricardo Sperafico, 29º colocado: Já deu para ver que o traçado tem mais pontos de ultrapassagem que a antiga pista, isso deixa a corrida mais emocionante. Vamos trabalhar pesado amanhã para uma boa classificação.

Galid Osman, 30º colocado: Hoje meu carro teve uma série de problemas mecânicos e eu praticamente não andei. Não tenho nem o que falar da pista. Mas nestas situações novas o entrosamento da equipe e a troca de informações são fundamentais, e como meus companheiros estão bem espero que isso me ajude a recuperar o tempo perdido.

Wellington Justino, 31º colocado: A pista é muito legal. É um circuito prazeroso de guiar. Eu andei no primeiro grupo, e a pista estava mais suja, além disso, uma alteração que fizemos no carro não foi boa, mas não deu tempo de mudar. Amanhã faremos essas mudanças, seguindo o acerto que já foi feito no carro do Rafa. Acredito que podemos andar mais à frente, já nos treinos livres.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.