Stock Car – Comentários de sábado – Velopark 2016

sábado, 9 de abril de 2016 às 20:08
Marcos Gomes

Marcos Gomes

Marcos Gomes, 4º colocado: Hoje foi um dia de superação para nós da Voxx Racing. Encontramos dificuldades nos treinos livres e o tempo ficou apertado para fazermos os ajustes necessários para o classificatório. De qualquer forma, estamos em uma ótima posição para lutarmos pela vitória e fazermos pontos importantes para o campeonato. O rendimento do carro em ritmo de corrida sempre é bom, então estamos confiantes para domingo.

Max Wilson, 5 colocado: Como não podemos treinar fora da etapa, o ideal é que pudéssemos andar mais vezes, mas, as regras para essa etapa são essas.

Cesar Ramos, 7º colocado: Não conseguimos passar os pneus, e colocando os novos tínhamos o receio de não esquentar bem, e aconteceu. Sai da primeira volta e zero de grip, com aderência muito dificil, e resolvi não arriscar na última volta. Eu realmente não esperava que chegariamos aqui, pra ter esse carro e esse entrosamento com a equipe, conseguimos evoluir juntos, e a expectativa cresceu muito, fomos p1 no primeiro treino e p3 no segundo, então esperava classificar melhor, mas esta ótimo, muito feliz com todo o trabalho da equipe.

Felipe Fraga, 8º colocado: Como teremos a inversão do grid, temos totais condições de brigar entre os primeiros nas duas provas. Aqui é bem difícil de ultrapassar, mas com o push temos ótimas chances de andar lá na frente. Será uma rodada dupla definida na pista, sem pit stop, então vamos com tudo para buscar um pódio.

Julio Campos, 9º colocado: Nosso carro evoluiu muito nos treinos, mas ainda temos ajustes para fazer e melhorar. A equipe está fazendo um grande trabalho e acredito que teremos um equipamento forte para brigar amanhã. Vamos focar para tentar somar o maior número de pontos possíveis, como fiz aqui no ano passado.

Rafael Suzuki, 12º colocado: Foi um dia positivo. Essa é minha melhor posição de largada aqui no Velopark, uma pista que eu não tinha bom retrospecto. Faltou bem pouco para o top-10, a ordem de saída dos carros para a tomada de tempos com base na classificação do campeonato de 2015, e não do resultado da 1ª etapa, atrapalhou um pouco, já que eu não tinha referência do tempo e a pista foi emborrachando e ficando um pouco mais rápida. Amanhã acredito que temos um bom carro e vamos com o objetivo de buscar muitos pontos para o campeonato.

Denis Navarro, 13º colocado: Adotamos este caminho porque nosso carro estava respondendo bem com pneus um pouco mais desgastados do que com os novos. O ideal seria fazer esses testes em treinos, mas a programação reduzida não nos permitiu. Então arriscamos. Esperávamos largar um pouco mais à frente. Mas a situação não é ruim. Amanhã teremos duas corridas, a largada aqui sempre costuma deixar alguns pilotos pelo caminho. Então é ter cuidado e manter a tocada que, assim, poderemos lutar até por um pódio.

Allam Khodair, 14º colocado: Não treinar é sempre complicado. Ainda mais nesse novo cronograma da Stock Car onde não temos treinos na sexta-feira. A quebra do motor nos atrapalhou muito nesse sentido. A equipe Full Time Texaco fez um ótimo trabalho na remontagem do carro, mas infelizmente não consegui fazer uma volta perfeita. Aqui no Velopark cada décimo faz muita diferença. Agora é apostar numa prova de recuperação.

Diego Nunes, 15º colocado: Meu objetivo é somar o máximo de pontos possíveis. Largar no meio do pelotão é bem complicado aqui no Velopark e temos que melhorar o carro para a corrida. Nosso foco depois desse resultado é a corrida dois, pois não conseguimos a performance que tivemos nos treinos da manhã, senão estariamos brigando pelo Top5. Agora é torcer para tudo dar certo.

Átila Abreu, 17º colocado: Claro que não é a condição ideal largar atrás sempre. Achávamos que tinha um bom equilíbrio e fomos para a tomada e tanto o Ricardo (Zonta) quanto teu perdemos muito grip. Precisamos entender o que aconteceu, porque mesmo com pneu zero não tinha grip. Corrida no Velopark sempre dá muitas opções. Já mostramos em Curitiba que vale insistir até o final e aqui tem que ser a mesma coisa. Vamos trabalhar para ficar entre os dez na primeira corrida, para ter o benefício do grid invertido na segunda e sair daqui com pontos importantes no campeonato.

Lucas Foresti, 19º colocado: Pior que o carro está show, só esse errinho que me deixou doido da vida. Os décimos que eu perdi nesse setor me jogaria umas sete posições para cima, mas agora vamos ter de atacar a corrida com agressividade e cuidado, pois qualquer escapada de pista pode ser fatal para nossas pretensões.

Luciano Burti, 20º colocado: No segundo treino livre da manhã íamos colocar o pneu novo, mas uma bandeira vermelha fez com que não desse tempo de testarmos essa condição. Sempre colocamos um pouco antes, até para não ter esse problema, mas hoje deixamos para o final e nos pegou de surpresa. Na hora da classificação acabamos errando na calibragem e o carro ficou pior do que estava de pneu usado. É uma pena, porque meu carro estava bem bom de manhã. Aqui é uma pista de difícil ultrapassagem, mas não podemos desistir. Amanhã temos duas corridas e vamos tentar a recuperação.

Sérgio Jimenez, 23º colocado: Não conseguimos fazer volta boa com o pneu zero. A volta só vinha depois que o pneu gastava. Não conseguimos ganhar temperatura com os pneus para virar na terceira volta. Foi o nosso maior problema, mas isso afeta totalmente. O ponto positivo é que não tivemos nenhum problema grave. O carro melhorou para o classificatório, mas não conseguiu concretizar do jeito que gostaríamos. Agora é trabalhar o carro para os pneus durarem duas corridas, serão umas 80 ou 90 voltas.

Felipe Lapenna, 24º colocado: Nós esperávamos um resultado melhor aqui nesta pista, mas por algum motivo estávamos sem aderência e acabamos ficando um pouco lá pra trás. Mas amanhã vamos com tudo. O nosso carro é sempre bom de corrida, então é tomar cuidado nesta primeira curva, que é sempre complicada e vir o mais pra frente que a gente conseguir.

Ricardo Zonta, 25º colocado: Tivemos dificuldades com o ajuste do carro nos treinos livres de hoje e, como a tomada de tempos já é disputada logo depois, acabamos não encontrando o melhor set up com pneus novos. Estou sentindo falta de aderência nas curvas e isso prejudica bastante a performance, é como se não houvesse diferença entre o pneu usado e o novo. Em todo caso, acredito que podemos conseguir uma recuperação amanhã.

Raphael Abbate, 26º colocado: Existe uma grande expectativa de chuva para amanhã. Vamos ver o que vai acontecer. Pra mim, acredito que poderia ser até melhor, já que estamos largando mais atrás. Foi bastante difícil acertar o carro aqui. Conseguimos evoluir para a classificação, mas ainda faltou um pouco. Amanhã, espero fazer uma boa largada e evitar os acidentes, porque são duas corridas e não terá pit stop. Então, é muito importante fazer uma largada boa, sem bater, ganhar posições e saber usar bem o push-to-pass.

Popó Bueno, 27º colocado: Fizemos uma evolução legal nos treinos livres. Não era um carro competitivo para brigar pela pole, mas eu acho que a gente evoluiu, conseguimos melhorar e mexer bastante. Na classificação, ainda estamos tentando descobrir o que aconteceu, mas o carro bloqueava toda a hora em que eu freava. A roda traseira bloqueava e eu errei praticamente todas as voltas que tínhamos disponíveis. O carro não era para virar esse tempo. O carro é bem mais rápido, com certeza. Uma pena, porque vamos largar muito atrás de onde poderíamos largar. Agora é fazer corrida de recuperação e vai ser difícil, porque é uma corrida sem reabastecimento, sem troca de pneus. Vai ser uma prova de ‘esperar’ mesmo, porque se você for pra cima desde o começo vai ‘acabar’ o equipamento.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.