Stock Car – Comentários de sábado – Corrida do Milhão 2016

sábado, 10 de setembro de 2016 às 15:17
Marcos Gomes

Marcos Gomes

Marcos Gomes, 3º colocado:  Nós evoluímos bastante de ontem para hoje e a pole position quase veio. Ainda ficamos empatados com o segundo lugar no tempo de volta, mas a terceira posição é ótima tanto para pensarmos nessa corrida como também no campeonato. A prova vai ser bem diferente amanhã, com a possibilidade de não haver pit stop, mas vamos para cima e temos o trunfo do nosso carro ser bastante constante em ritmo de corrida.

Felipe Fraga, 4º colocado: A segunda fila foi um resultado positivo. Os outros adversários que pegaram a pista na mesma condição que os carros da Cimed acabaram ficando bem para trás no grid. Estou feliz com a minha performance, o top-5 era o meu objetivo, e ainda vou largar lado a lado com o Marcos, o que ajuda a não termos nenhum problema na primeira curva.

Allam Khodair, 5º colocado: Nosso desempenho tem sido consistente ao longo do final de semana e isso é importante. Ontem estávamos rápidos no treino usando pneus velhos, o treino da manhã, já com pneus novos, mostrou que estamos na briga e a quinta colocação do grid nos deixa entre os candidatos. Não consegui encaixar uma volta perfeita e isso acabou nos tirando da briga pela pole. Mas temos um carro rápido e uma corrida cheia de possibilidades, com o botão de ultrapassagem mais longo. Não tenho dúvidas de que esta prova será um grande espetáculo. E nós certamente estaremos brigando pela vitória.

Julio Campos, 6º colocado: Começamos a acertar o carro em Tarumã, pra falar a verdade. Descobrimos um problema grave que prejudicou todo o nosso início de temporada. Depois disso, ficamos mais competitivos. O resultado de hoje mostra que estamos na briga por este Milhão, mas existem detalhes que ainda podem ser melhorados e vamos trabalhar nisso.

Thiago Camilo, 7º colocado: Na minha primeira vitória na Corrida do Milhão, em 2011, aqui em Interlagos, no meu ano de estreia na Ipiranga RCM, larguei em sétimo. São circunstâncias diferentes, essa prova não terá pit stop obrigatório, mas tenho carro pra brigar pela vitória. A gente trabalhou parta largar nas três primeiras filas e acabou uma posição atrás. Isso pode até ser bom, pois vou largar por dentro. É uma corrida longa, onde teremos que controlar o desgaste de pneus e o consumo, e a tática de corrida será importante. Vou atrás do quarto milhão.

Ricardo Zonta, 8º colocado: A gente conseguiu um lugar importante entre os primeiros do grid, mas sendo sincero a gente poderia até ter um top-5, mas em todo caso estamos confiantes com o carro em ritmo de prova, com pneus usados. Vamos ter que andar no limite o tempo todo, atacando e indo para cima, mas sabendo que não pode desgastar muito o pneu para não sofrer nas voltas finais, já que a corrida terá quase 50 minutos com os mesmos compostos.

Diego Nunes, 9º colocado: Melhor seria largar mais pra frente, mas melhoramos muito de um treino para outro, agora vai ser questão de quem irá acertar melhor para correr, não é nem tanto da posição. Claro, que os três primeiros terão vantagem, vão conseguir abrir. Vamos acertar o carro para não gastar pneus e saber o usar o push para tentar brigar pelo pódio.

Valdeno Brito, 11º colocado: Desde ontem nós estamos enfrentando problemas com a reação do carro, tentamos mudar para a classificação mas ainda não conseguimos solucionar. Agora vamos nos debruçar nos dados para tentar uma nova solução. Infelizmente, minha meta era ficar entre os cinco mas não consegui cumpri-la. Amanhã será um dia de muito trabalho.

Galid Osman, 13º colocado: Fiquei em quinto no treino livre hoje de manhã e esperava pelo menos repetir essa posição no grid. A condição de pista ficou muito diferente da manhã para a classificação e o carro ficou difícil de guiar.

Cesar Ramos, 15º colocado: Foi uma boa classificação, pois sabemos que um top15 na Stock Car não é nada fácil. Estamos na segunda corrida consecutiva depois de Cascavel, fizemos um bom trabalho. Lógico que a gente sempre quer mais, mas dentro das circunstâncias acho que estamos no caminho. Temos uma corrida longa, com muitas novidades com o push e acho que dá para fazermos uma boa corrida, com o ritmo que o carro apresentou de pneu velho. Estamos em um grupo, que não tem ninguém, que não esperávamos que podia estar na nossa frente. Vai ser bem legal.

Vitor Genz, 16º colocado: A etapa de Cascavel beliscamos o pódio. Foi por pouco, mas ficamos com um excelente P4. Para a corrida de 1 milhão esperamos conquistar ainda mais e subir ao pódio.

Sérgio Jimenez, 17º colocado: Não começamos bem o dia e não achamos o melhor balanço. O carro com pneu usado, mais uma vez, se apresentou bem, mas quando passamos o novo, não estava legal. Para o classificatório mudamos radicalmente. E evoluímos bastante. Melhoramos em termos de posições e ficamos a um décimo do Top-10. Se tivesse conseguido dar a terceira volta, talvez até ficasse em uma posição melhor, mas acabei cometendo um erro no ‘S’ e o carro escorregou e bati. Agora é pensar na corrida, ver o que a gente pode fazer. O desagaste de pneus está alto, isso pode preocupar. Mas vamos fazer o melhor possível.

Bebu Girolami, 18º colocado: Após o primeiro semestre, a equipe e eu decidimos vir com um chassi totalmente novo. Isso e as mudanças gerais de peças que realizamos no carro o deixou em perfeitas condições de competir pelo pódio.

Gabriel Casagrande, 19º colocado: A classificação pra mim não foi muito boa, sofremos novamente com falta de aderência, nosso carro sabemos que em corrida ele e rápido, so que no classificatório o carro não corresponde ao esperado, esta difícil, mas estou feliz pelo Julio ali na frente, brigando pelo milhão, e eu vou fazer uma corrida de recuperação, vou pensar nos pontos.

Bia Figueiredo, 20ª colocada: Será uma corrida intensa e na pista será o momento de recuperar os décimos que me separam dos primeiros colocados. Fiz o melhor tempo do final de semana na classificação. É claro que gostaria de largar um pouco mais para frente, pois será uma corrida sem parada obrigatória, mas isso só nos encoraja ainda mais. A Corrida do Milhão é única e tem um regulamento diferente. Além da premiação, apenas 20 pilotos somam pontos, e esse pode ser um momento decisivo para dar subir na tabela.

Raphael Abbate, 21º colocado: Acho que foi um dia bacana. A gente conseguiu evoluir muito durante os treinos. A classificação foi boa, eu vinha até que bem, mas errei um pouco na minha terceira volta. Vou largar mais atrás, ali na parte intermediária. O jeito é focar e fazer uma largada pensada para gente poder disputar e tentar chegar no top-10. A principal estratégia vai ser por conta do uso do push-to-pass e do consumo de combustível”, avaliou o piloto paulista. “Contar com a presença de um campeão e medalhista olímpico sempre ajuda. Dá uma inspiração pra gente, e também traz uma boa energia, espero que ele continue brilhando nos ginásios e que a gente brilhe aqui na pista amanhã.

Felipe Lapenna, 22º colocado: Nosso carro estava legal no treino da manhã, eu tinha acertado uma volta boa e estava confiante para a classificação. Mas no treino classificatório, não sei o que aconteceu que o equipamento não veio do mesmo jeito e não virei o tempo que esperava. Mas apesar do resultado, nosso carro sempre apresenta bom ritmo na corrida e vamos apostar nisso. Vou largar lá de trás e vou tentar buscar as posições. Espero que amanhã faça mais calor, assim deve consumir mais os pneus dos adversários que estão à nossa frente, pois sabemos que o nosso costuma durar bem. Também tenho que trabalhar para usar os pushes corretamente e tentar recuperar algumas posições para tentar chegar entre os 12 melhores.

Lucas Foresti, 24º colocado: A subida brusca na temperatura atrapalhou todo o comportamento do carro, pois ele ficou muito traseiro, a ponto de perder tempo com uma derrapada no miolo do circuito. O que é uma pena, pois tínhamos muitas esperanças. Agora é focar em fazer uma boa corrida de recuperação amanhã, para dar alegria aos 200 membros da minha torcida que vão lotar a arquibancada coberta de Interlagos!

Danilo Dirani, 25º colocado: Na verdade decidimos sair cada carro com um acerto, ficamos nisso atá o segundo treino, andamos muito pouco. É minha segunda corrida aqui na equipe, e tivemos um intervalo grande entre uma etapa e outra. Então ainda não tenho muita experiência para passar da reação do carro. Na tomada fomos com o mesmo acerto do carro do Cesar, mas demos só duas voltas então não deu pra tirar o máximo proveito do carro.

Denis Navarro, 26º colocado: Perdemos um segundo em relação ao treino da manhã e ainda não conseguimos encontrar a razão desta mudança de comportamento do carro. Vamos ter que trabalhar para melhorar para o carro para a disputa de amanhã; e apostar em uma corrida de recuperação para somar o maior número de pontos possíveis.

Rafael Suzuki, 27º colocado: Foi um dia de sentimentos muito distintos para nós. Começamos o dia com um desempenho forte no treino livre. Conseguimos marcar o 3º melhor tempo no grupo e 7º no geral e isso nos deixou bem animados para a classificação, pois vínhamos de boas tomadas de tempo. Porém, o carro ficava entrando em modo de segurança na classificação esporadicamente devido ao superaquecimento da temperatura de água. Coisas do nosso esporte, antes na classificação do que na corrida. Amanhã vamos fazer uma prova de recuperação para somar bons pontos.

Átila Abreu, 28º colocado: Em Curitiba perdemos a melhor volta no quali na abertura da temporada e saímos em último do grid para terminar nos pontos. Vamos procurar repetir isso aqui. Certamente não era a maneira como esperávamos retomar a temporada, especialmente na pista onde ganhei no ano passado.

Popó Bueno, 29º colocado: O carro não rendeu o que esperávamos no classificatório com os pneus novos. Uma pena não termos uma posição melhor no grid, mas vamos trabalhar e brigar para fazer uma boa largada, se livrar de possíveis incidentes e vir o mais pra frente possível.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.