Stock Car – Comentários de sábado – Campo Grande 2015

sábado, 12 de setembro de 2015 às 16:04

Thiago Camilo

Allam Khodair, 2º colocado: Essa diferença só mostra o quanto a categoria é competitiva e como nosso carro está rápido para esta disputa. Faltou acertar o último trecho, acredito que a grande diferença foi essa. Estava perseguindo esta pole, mas largar na primeira fila é muito bom também. Temos totais condições de buscar a vitória amanhã. Campo Grande tem um traçado que eu gosto muito. Tenho bons resultados aqui desde a Fórmula Renault. Estou muito feliz que a categoria tenha voltado para a cidade. Da última vez, foi o segundo colocado que chegou na frente. Quem sabe isso não acontece de novo?

Daniel Serra, 4º colocado: O quarto lugar não é ruim, mas largar pela sujeira aqui em Campo Grande é muito complicado, porque fora do traçado tem muita terra. Na minha primeira volta rápida travei o (pneu) dianteiro esquerdo na freada para a curva 1 e isso já atrapalhou um pouco, mas consegui fazer o terceiro tempo, até então. Pena que depois cai para quarto. Vamos ver o que acontece no começo da corrida amanhã (domingo) e tentar sair daqui mais perto da liderança.

Thiago Camilo, 5º colocado: Eu tinha carro pra brigar pela primeira fila, errei na última volta e vou largar em quinto.

Sérgio Jimenez, 7º colocado: Um tempo bom, evoluímos na classificação, já é o segundo classificatório que largamos entre os dez, quase entre os cinco, que é o nosso objetivo, mas faltou só um pouco. Dessa vez foram três décimos pra gente estar junto, na ponta, mas é visível nossa evolução e isso é ótimo. Vamos continuar trabalhando, é o segundo ano da equipe, estamos colhendo muitos dados esse ano, erramos e estamos aprendendo com os erros e evoluindo, então temos que continuar isso, e de novo, sabemos que temos um carro bom pra corrida, e isso nos deixa motivado pra terminar as duas provas de amanhã bem.

Júlio Campos, 9º colocado: Mas o importante é que estamos novamente no jogo. Fomos bem na chuva e no seco desde ontem. Acho que temos um carro bom no ritmo de corrida e todas as condições para sonhar até com o pódio.

Ricardo Zonta, 10º colocado: Pelo que vimos nos treinos livres, a gente teria potencial para largar entre os cinco melhores, porque estamos com um bom ajuste com pista molhada. Mas no treino classificatório as condições variaram muito entre um grupo e outro e um leve chuvisco pode ter nos atrapalhado. Coisa pequena, de alguns décimos, mas em todo caso temos boas chances de lutar pelo pódio, sobretudo na corrida 2, por isso nosso foco é terminar a corrida 1 no top-10 e assim largar bem na etapa seguinte.

Diego Nunes, 11º colocado: A disputa agora é no campeonato, focar em quem está perto de mim na tabela e ir pra cima. Meu carro está muito bom, dava para largar entre os sete primeiros se não fosse um problema de falta na classificação. Vamos focar tudo na primeira corrida, fazer o máximo de pontos possível.

Felipe Fraga, 12º colocado: Estou feliz com mais uma pole do Marcos. Estamos lutando pela liderança do campeonato de construtores e sei da importância de passar todas as informações possíveis para ele e todo o time da Voxx Racing. Andei sempre com a pista molhada nos treinos livres e, na hora que entrei para o classificatório, o asfalto estava bem diferente. Tive que mudar toda a minha tocada em apenas três voltas rápidas. Acredito que no final ainda pude contribuir para um último ajuste antes do Marquinhos entrar na pista e cravar a pole.

Antonio Pizzonia, 13º colocado: Meu carro falhou duas vezes na reta oposta exatamente na melhor volta. Eu já sabia que o tempo não me daria a pole, mas estou feliz. Entrei às cegas no classificatório porque não havia treinado antes no seco.

Valdeno Brito, 15º colocado: Meu grupo (o de número 1) pegou pista molhada em todos os treinos e as três primeiras voltas que dei no final de semana com piso seco foram justamente as do qualifying. Assim, não pudemos desenvolver tanto o ajuste e perdemos preciosos décimos de segundo. Em todo caso, estando no top-15 temos boas chances de pontuar bem nas duas corridas, especialmente na 2.

Lucas Foresti, 16º colocado: Fui bem nos dois primeiros setores sendo o segundo o melhor deles, mas o terceiro, onde a maioria dos pilotos está encontrando dificuldades, podia ter sido melhor. Tendo em vista as condições do tempo, a pista escorregadia e muito suja, estou satisfeito largando na oitava fila. O carro está na mão e a perspectiva de um bom resultado é real.

Rafael Suzuki, 17º colocado: Estamos tendo um fim de semana positivo. A equipe arrumou um problema que tinhamos na caixa de direção e o carro está bem mais fácil de pilotar. Na classificação, faltou um décimo para o top-10, infelizmente minha vez de ir para pista era um dos primeiros grupos e a pista foi melhorando para os outros carros depois. De qualquer forma, estamos no caminho certo para uma boa prova amanhã.

Gabriel Casagrande, 18º colocado: Infelizmente não consegui fazer a volta que esperava, mas mesmo assim estou feliz com o desempenho da equipe, nosso carro é bom e estamos com o Sérgio largando entre os dez primeiros. Com certeza teremos uma excelente prova amanhã.

Rafa Matos, 20º colocado: Vamos nos concentrar para marcar o maior número de pontos e, se possível, brigar para levar uma das corridas.

Galid Osman, 21º colocado: Andei muito pouco e praticamente entrei na classificação sem testar o carro em boias condições, e isso me tirou a chance de largar mais para a frente.

Vitor Genz, 22º colocado: Coloquei o carro na linha de dentro e, mesmo com pouco espaço, fui ganhando posições. Na Curva do “Bacião” quem fica por dentro geralmente é muito beneficiado e eu consegui manter a linha. Depois ainda disputei forte com o Valdeno Brito e deu tudo certo.

Denis Navarro, 23º colocado: Nossa volta ideal é rápida, o carro é bom, mas no momento que entrei na pista estava muito difícil encaixar todos os trechos. No final, a pista foi melhorando e os tempos baixaram. Agora é pensar na corrida de amanhã e temos um carro rápido para buscar um bom resultado na rodada dupla.

Átila Abreu, 24º colocado: Pelo que aconteceu nos treinos, estaria mais competitivo na chuva. Não é o que diz a previsão do tempo, mas pelo que fizemos nos treinos é a condição em que fomos mais competitivos. O bloqueio de freio prejudicou um pouco, o carro ficou vibrando um pouco, mas não ia fazer tanta diferença. O freio do carro estava muito para frente e tive que colocar mais para trás. O carro foi muito desequilibrado e não tem grip no seco. Em vários momentos achava que ia fazer as curvas e quase saí rodando. Então fizemos uma mexida ´do avesso´, que também não funcionou. Vamos cuidar muito do consumo de pneu aqui e trabalhar para melhorar o equilíbrio.

Felipe Lappena, 25º colocado: Temos um carro muito rápido, por isso entraremos bem competitivos para as corridas de amanhã.

Raphael Abbate, 27º colocado: Essa etapa foi bastante conturbada com a questão da chuva, mas pela manhã fiz um treino livre bacana e, na tomada, apesar de não ter encontrado o melhor acerto, acredito que estava bastante competitivo. Infelizmente, a pista veio secando e isso tirou totalmente as nossas chances de brigar por uma melhor posição no grid, já que fui um dos primeiros a sair. Agora é trabalhar para amanhã e tentar fazer uma boa prova. Também fui atrapalhado, porque a direção de prova cometeu um erro e tiraram uma volta minha e, logo na segunda volta, eu tomei a bandeirada. Eu tirei o pé e não entendi nada. Eles me deixaram dar mais uma volta depois, mas a calibragem já tinha passado e não consegui virar mais o tempo, mas era bem provável que a gente conseguisse melhorar, porque todos que viraram neste momento fizeram a melhor volta na terceira. Então, quem sabe a gente não poderia ter conseguido um resultado melhor.

Luciano Burti, 28º colocado: Tudo indica que amanhã a corrida será em pista seca, o que muda muito as condições do circuito, mas a ideia é buscar o máximo de posições e sairmos daqui com um resultado positivo.

Bia Figueiredo, 29ª colocada: Hoje foi difícil, pois com nossa situação no campeonato, depois de tantas quebras, não é a melhor, então fomos um dos primeiros a sair para classificar. Esperavámos que choveria na classificação, o que não aconteceu, então quem entrava depois de nós pegava a pista cada vez mais seca e melhor. Tem um trecho da pista em que estamos muito bem, mas outro em que precisamos melhorar. Contudo, estou confiante para amanhã, pois o carro está bom.

Fábio Fogaça, 31º colocado: Encontramos na classificação uma situação de pista que eu não tive em nenhum momento nos treinos livres e isso contribuiu para o resultado ruim. Na verdade, foi uma soma de fatores, porque também fizemos uma mudança drástica no acerto para a classificação e fiquei sem aderência na traseira. Agora temos de voltar o acerto para amanhã e ver o que acontece.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.