Stock Car – Comentários de domingo – Santa Cruz do Sul 2015

domingo, 28 de junho de 2015 às 16:12
stock15-mauricio

Ricardo Maurício

Allam Khodair, 2º/9º colocado: Foi muito bom poder voltar ao pódio depois de três corridas em que não conseguimos terminar entre os primeiros. O trabalho da equipe foi muito bom na parada de box, optamos por uma estratégia de trocar apenas um pneu. Isso exigiu ainda mais do ponto de vista físico, mas valeu à pena. O troféu foi resultado disso. Agora estamos de volta para o jogo. O campeonato está chegando na metade. Esta é a hora de se posicionar bem entre aqueles que vão chegar ao final do ano correndo pelo título.

Ricardo Maurício, 4º/6º colocado: Nossa estratégia para a primeira corrida foi correta, ganhamos pontos importantes para nos mantermos próximos da liderança. Foi excelente.

Denis Navarro, 7º/20º colocado: Fizemos a estratégia perfeita para a nossa condição de corrida. Como eu poderia usar o “push-to-pass” menos vezes, resolvemos apostar tudo na primeira prova e deu certo. Faltou um pouco só no final. Mas somar 14 pontos foi importante para que pudéssemos saltar na tabela de classificação.

Gabriel Casagrande, 9º/7º colocado: Na verdade, nas duas corridas poderíamos ter ido melhor, pois tivemos imprevistos. Mas estou muito feliz por ter conquistado excelentes resultados em uma pista muito difícil, técnica, e que demanda um acerto de carro em curvas de alta e baixa, assim como boa freada e velocidade na reta. É um circuito completo e estou muito feliz de guiar bem nela, e com um carro bem acertado. Este ano foi difícil completar as duas corridas e dessa vez a gente conseguiu. Tivemos batidas, mas conseguimos entregar o carro inteiro no fim da prova. Tenho que agradecer toda a equipe pelo excelente trabalho no intervalo das duas provas para deixar o carro muito bom. É uma sensação de dever cumprido, o que estava ao nosso alcance a gente fez, todos empenhados para conquistar esses pontos que são muito importantes.

Átila Abreu, 13º/não terminou: Na primeira freada que fui disputar, o dianteiro esquerdo voltou a travar e ‘lonou’ o pneu. Na hora do pit, ficamos na dúvida se trocaríamos três pneus abrindo mão de chegar entre os dez. A equipe achou que dava para chegar entre os dez e continuamos. Segunda corrida consegui largar bem e saltar para oitavo e achei que ia terminar por ali. Estava no ritmo dos concorrente, até que o pneu que estava na lona veio a estourar.

Vitor Genz, 15º/12º colocado: Na primeira prova estávamos muito rápidos e fico contente porque nosso ritmo de corrida chegou a ser quase um segundo mais rápido que os líderes. Na segunda corrida tivemos um início bom e depois o desgaste de pneus prejudicou um pouco, mas o resultado foi positivo porque levamos pontos para casa e era essa nossa expectativa. Foi uma (segunda) corrida muito tumultuada e a todo instante ganhava e perdia posições. As mudanças feitas de ontem para hoje deram efeito.

Raphael Abbate, 17º/21º colocado: A primeira corrida foi boa, só uma pena termos largado lá atrás (25º), porque eu tinha um ritmo muito bom, bem parecido com os dez primeiros. Na segunda prova, infelizmente, a direção hidráulica veio falhando e, no final, fui obrigado a parar.

Rafael Suzuki, 19º/18º colocado: Foram duas corridas bem tumultuadas e difíceis. Temos que levantar a cabeça e trabalhar para Curitiba. Andamos bem lá nos treinos da etapa anterior e não conseguimos reverter isso em resultado. Agora miramos essa recuperação e esperamos colher bons resultados na segunda metade da temporada.

Fábio Fogaça, 20º/não terminou: Na primeira corrida, fiz uma largada cautelosa, para me livrar de confusões. Mas, infelizmente, não achamos um bom acerto, o carro saía muito de frente e não consegui um ritmo pra vir mais pra frente, pois perdia muito tempo nas curvas de alta. Na segunda prova, tive um problema no câmbio e não completei.

Cesar Ramos, 22º/8º colocado: Foi um dos finais de semana mais difíceis. Não conhecia a pista ainda e tivemos dificuldades com a adaptação dos pneus novos com o carro. Mas adotamos uma estratégia de colocar os quatro compostos novos no final da corrida 1, já pensando na 2, e foi melhor. Tinha bastante push, que economizei, o carro se comportou bem, fomos para frente e finalizamos em oitavo.

Gustavo Lima, 23º/15º colocado: Enfim fizemos nossa estreia, estava bem ansioso, e todos ficaram muito satisfeitos com o resultado. Na primeira corrida, saindo de último, fui cauteloso na largada, e depois consegui imprimir um ritmo legal, avançar algumas posições e chegar em 23º. Na segunda, tinha uma condição de pneus melhor do que os pilotos da frente e tinha pushs, e aí consegui fazer muitas ultrapassagens para terminar no top-15. Foi um fim de semana de muito aprendizado, e bem animador para o restante da temporada.

Luciano Burti, não terminou/11º colocado: Esse foi o melhor final de semana do ano. Não foi nem de perto o melhor resultado, mas foi o melhor final de semana porque encontramos de verdade um acerto bom. Então, a base do acerto do carro não está ótima ainda, mas a base do acerto é boa. Fomos competitivos em alguns momentos, mas não fomos na classificação e isso comprometeu o resultado. Na primeira corrida eu cometi um erro, quando fui tentar passar o Lucas (Foresti). Achei que tivesse ultrapassado fui entrar na frente dele e acabei tocando e furou meu pneu, mas foi um erro meu e isso comprometeu bastante, porque o ritmo que tínhamos era para ter chegado entre os 10 primeiros na primeira corrida. Aí com o grid invertido larga lá na frente, então podíamos ter conquistado um bom resultado aqui, mas as vezes isso faz parte. O mais importante termos formado essa base boa de acerto e que daqui pra frente podemos evoluir cada vez mais.

Júlio Campos, não terminou/16º colocado: Eu já havia passado o Fraga quando ele me acertou. Fiz uma primeira volta muito boa, mas o que conta é que saio daqui com os mesmos 87 pontos. Vamos ter de descontar na próxima etapa em Curitiba.

Antonio Pizzonia, não terminou: O motor entrou em modo de segurança, e nessa condição ele deixa de funcionar, por causa do acionamento do alarma da pressão da água. (Na primeira prova) eu vinha do mesmo jeito que nas voltas anteriores, mas os caras à frente praticamente pararam e não deu para evitar a batida.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.