Stock Car – Comentários de domingo – Goiânia 2021

domingo, 25 de abril de 2021 às 19:25

Cacá Bueno

Cacá Bueno, P2/P21: Foi um final de semana com muito mais altos do que baixos. Como falei após a pole ontem, tivemos uma temporada muito difícil no ano passado e começar 2021 com um pódio e uma pole é uma injeção de ânimo muito grande para nós. Vamos seguir trabalhando forte para as próximas etapas e tenho certeza de que continuaremos brigando pela vitória, espero conseguir dar esse presente para toda a equipe porque todos aqui merecem muito. Por muito pouco a gente não sai daqui na vice-liderança, foi uma pena a quebra no finalzinho da prova 2. Desde o pit stop da prova 1 sentia uma vibração e poupei o máximo que dava, sem pegar zebras, mas faltando duas voltas para o fim da corrida 2 o semi-eixo traseiro quebrou quando a gente tinha mais um top-10 garantido. Este décimo lugar nos deixaria em segundo no campeonato. E como o ‘se’ não existe no automobilismo, o importante é que a gente sai aqui com uma mensagem: nosso carro é rápido e vamos disputar o título da Stock Car neste ano.

Cesar Ramos, P4/P8: Eu acompanhei o trabalho minucioso da equipe na pré-temporada, e tínhamos uma expectativa de ser mais competitivos, porém os Chevrolet estavam realmente mais velozes aqui. Faltou um pouquinho na classificação (Cesar largou em 7º), mas hoje na corrida o carro rendeu bem, foi muito consistente. Certamente vamos evoluir daqui para frente e os pontos de hoje podem ser decisivos no fim do campeonato.

Thiago Camilo, P6/P6: Hoje a gente tinha algumas limitações em relação aos Chevrolet. Minha posição de largada foi ruim (13º), e consegui evolução muito boa, nosso ritmo de corrida era forte. Na segunda corrida, pelo grid invertido, larguei em quinto e poderia ter brigado pelo pódio se não fosse atrapalhado pelo (Denis) Navarro. Vamos para Interlagos confiantes de que entraremos na briga pelo campeonato.

Denis Navarro, P7/P4: Que começo de temporada maravilhoso. A primeira prova, em especial, foi incrível. Ter saído do décimo quinto para chegar em sétimo é ótimo. Passei muita gente e fui ultrapassado também, foi uma prova sensacional. Na segunda corrida, com a inversão do grid para os 10 primeiros, estava na perspectiva de ir ao pódio. Tivemos um grande desempenho e faltou muito pouco para conquistarmos a ultrapassagem que precisávamos. Mesmo assim, o saldo é completamente positivo, a equipe está de parabéns pelo trabalho que fez.

Gabriel Casagrande, P8/P3: A gente está com a meta de chegar no final do ano disputando título, então temos que pensar única e exclusivamente em fazer o máximo de pontos possível. Hoje, com o carro que eu tinha, nas condições que eu tinha, fugindo das confusões como eu fugi, foi o máximo que eu pude conquistar, um P8 e um P3. Acho que é uma quantidade boa de pontos. Estou muito feliz pelo resultado. Obviamente toda a equipe gostaria de ter mais, mas é o início de um trabalho. A gente já está largando um pouco na frente e isso é muito bom. Espero que na próxima a gente esteja ainda mais competitivo e que figurar no pódio seja algo ainda mais recorrente.

Átila Abreu, P11/P10: Eu acho que foi um dia positivo, fico feliz porque o carro hoje mostrou uma performance bem melhor do que ontem na tomada de tempo. O regulamento novo faz com que o treino classificatório seja fundamental pra ter uma chance. Mesmo assim largando em 19º tínhamos plenas condições de chegar entre os dez,mas situações em que outros carros deveriam ser punidos nos impediram. Fui fechado no box pelo Casagrande e eu tive que frear, eu sairia da janela de pits entre os dez e beneficiaria do grid do invertido na corrida 2. Mas enfim, não dá pra voltar atrás, tudo isso vai ser analisado depois da prova. Agora temos que nos classificar melhor pra ficar fora dessas situações, mas para um primeiro contato com a equipe, toda nova estrutura acho que fomos bem. Temos muito ainda para melhorar mas fomos bem, pontuamos nas duas corridas e saímos daqui entre os 10 primeiros do campeonato.Também gostaria de agradecer a todos que votaram no Fan Push e ajudaram nessa jornada, saio daqui muito feliz.

Julio Campos, P14/não terminou: Conseguiríamos chegar entre os 10 tranquilamente na primeira prova se não tivesse o toque na largada com o (Denis) Navarro. Fiquei umas quatro voltas esperando que a carenagem soltasse e, por isso, fui muito lento no início. Depois, consegui recuperar posições e pontuar. Na segunda corrida, o câmbio ficou preso em terceira marcha na largada. Fiquei muito lento, acabei recebendo um toque e não deu para continuar.

Galid Osman, P19/P11: Acho que foi um bom resultado no nosso primeiro dia. O carro era rápido e meu ritmo era bom. Infelizmente na primeira corrida tivemos um probleminha nos boxes que custou alguns segundos preciosos. Consegui vir pra cima na segunda corrida e cheguei a ficar em 10º, mas meu volante apagou e acabei ficando sem push, o que causou a perda da 10ª posição. Tenho que parabenizar a todos da equipe pelo excelente trabalho nessa empreitada.

Ricardo Zonta, Desclassificado/P15: Larguei bem e consegui me manter ali nas posições de cima, inclusive acho que ganhei uma posição. Na hora de apertar o botão do push, ele entrou dentro do volante e não consegui mais usar o push pelo resto das corridas. Por isso fui caindo no pelotão. O botão de ultrapassagem te da praticamente sete décimos em uma volta, o que te faz passar dois ou três carros. Fiquei de passageiro por isso. Depois tive problema no rádio também, paramos fora da janela. Foi uma pena o resultado, o carro estava bom, porém sem push. Agora é pensar na próxima corrida para melhorarmos.

Felipe Massa, não terminou/P17: Foi uma corrida de muito aprendizado e com todos os ingredientes possíveis. Consegui largar bem e ganhar posições na primeira corrida, vinha no bolo, cheguei a fazer uma ultrapassagem dupla usando o push. Mas perdi muito tempo no pitstop, na troca de pneu, e voltei muito atrás. E aí veio o problema de câmbio. Fui reduzir na curva um, não entrou marcha nenhuma, quase passei reto na curva quatro e fui para o box. Na segunda corrida, vindo lá de trás, consegui fazer algumas ultrapassagens. O (Gustavo) Frigotto errou a freada e o carro de trás errou junto. Como eles saíram do traçado, eu pus por dentro e, quando o Frigotto voltou para o traçado, nos tocamos. Foi totalmente sem querer da minha parte.

Sérgio Jimenez, não terminou/P20. Não foi como desejávamos. Tivemos um problema no tanque de combustível e não sabemos ao certo o que foi. Fizemos testes durante a corrida, estava com um problema de corte [no sistema de alimentação de combustível] e não contávamos com toda a potência possível do motor. Paramos duas vezes para tentar modificar algo no motor ou no tanque de combustível, mas o problema infelizmente continuou. Mesmo assim, consegui levar o carro até o fim na segunda corrida e marcarmos nosso primeiro ponto. Vamos para a oficina, trabalhar o máximo e encontrar o problema. Tenho certeza que a equipe vai conseguir chegar em São Paulo competitiva para a segunda.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.