Stock Car aumenta poder de ultrapassagem no Velopark

sexta-feira, 4 de maio de 2012 às 17:29

Stock12-MGomesA terceira etapa da Stock Car deverá ser marcada por um número muito maior de ultrapassagens do que na corrida anterior do mês passado em Curitiba. Preocupada em “apimentar” a prova, que não entregou a emoção esperada na capital paranaense, a organização não apenas adequou o uso do “push-to-pass” (sistema que amplia a potência dos motores V8 em treinos classificatórios e nas provas) às acanhadas dimensões da pista de apenas 2.278 metros como também aumentou a “cavalaria” disponível aos pilotos. “Acho que aqui teremos algo muito parecido com a Corrida do Milhão do ano passado em Interlagos, onde o push dava cerca de 100 HPs a mais”, aplaudiu Marcos Gomes (Medley/Full Time).

No fim da tarde da quinta-feira as equipes foram informadas dos critérios de utilização do “push-to-pass” no circuito localizado na pequena cidade gaúcha, localizado a cerca de 25 km de Porto Alegre. Os pilotos poderão usá-lo 10 vezes nas tomadas classificatórias de amanhã e mais 10 no domingo. Quem economizar o sistema no qualifying terá a disposição a capacidade total de 20 “tiros”.

O diretor-técnico da Medley/Full Time acredita que a maioria das equipes, como já ocorreu em Curitiba, optará pelo uso parcial nas tomadas para a formação do grid. “O intervalo de reutilização do sistema é 80 segundos. Como cada volta aqui é completada pouco abaixo de um minuto, haverá o risco de sobrar o push, principalmente se houver uma intervenção do carro de segurança que neutralize a corrida”, lembrou Maurício Ferreira, que também apoiou o formato escolhido para o fim de semana. “A reta do Velopark é curta e dificulta as ultrapassagens, o que poderá ser minimizado agora com o emprego do push”, disse.

Como exige o regulamento, as equipes teriam até às 17 horas para informar a direção de prova sobre a opção. Na Medley/Full Time, é certo que Xandinho Negrão vai usar o recurso já no sábado. Embora a tendência seja a mesma para Marcos Gomes, Ferreira preferiu esperar pelo fim dos treinos livres desta sexta-feira para tomar a decisão. “Vai depender de como ele se comportar. Se o Marquinhos estiver entre os três mais rápidos, andando com folga, pode ser que seja melhor deixar tudo para a corrida.” Ao final da primeira sessão, Gomes ficou em 9º, separado por 362 milésimos de segundo do mais rápido, o tetracampeão Cacá Bueno (Red Bull). Xandinho foi o 16º.

Depois das duas sessões de treinos livres de hoje para cada grupo de 15 pilotos, os carros voltarão à pista amanhã logo às 8h20 para o terceiro e último apronto, novamente com duração de 40 minutos e limite de 26 voltas por carro. A classificação de 20 minutos começará às 12h10 e definirá os 10 que brigarão pela pole no Q2, que terá apenas a metade da duração.

EB – www.autoracing.com.br

Tags
,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.