Novidade no regulamento torna Stock Series melhor custo-benefício do automobilismo nacional

domingo, 6 de março de 2022 às 10:00

Stock Series

O sonho de todo jovem kartista é competir em uma categoria de ponta. E atualmente a Stock Car Pro Series é uma das opções de carreira preferidas de praticamente todos os que projetam chegar ao profissionalismo. Nesta semana, este sonho ficou mais próximo. Em uma alteração inédita, a Vicar, promotora da Stock Series, categoria de acesso à Stock Car Pro Series, anunciou que os pilotos poderão competir em dupla na temporada 2022. A alteração, na prática, permite que os aspirantes a estrela da Stock Pro Series possam dividir por dois o orçamento da temporada, tornando a Stock Series, antiga Stock Light, o melhor custo-benefício do automobilismo de nível nacional em termos de desenvolvimento de carreira.

“Não há no mundo um campeonato de acesso a uma categoria do nível da Stock Car Pro Series que tenha esse custo, especialmente se levarmos em conta que globalmente o automobilismo tem o dólar como moeda corrente. Mesmo no Brasil, as vantagens financeiras e técnicas são incomparáveis”, diz Fernando Julianelli, CEO da Vicar, promotora da Stock Pro Series e da Stock Series (ex-Stock Light).

“O piloto irá competir em um carro que tem um desempenho similar ao Stock principal, ele estará no ambiente mais profissional do automobilismo do continente e estará se preparando tecnicamente para ascender à categoria principal. Além disso, a categoria conta com TV aberta e por assinatura e transmissão multiplataforma pela web. Isso sem contar que no mesmo evento estão grandes patrocinadores, imprensa especializada, etc. É como estar na vitrine para uma possível ida até a Stock Car Pro Series. A conclusão que se chega é que realmente não há custo-benefício tão favorável quanto o da Stock Series em 2022”, resumiu Julianelli.

Oportunidade – Com a nova regra, o orçamento de uma temporada deve sair a partir de R$ 350 mil, um valor extremamente competitivo em nível nacional e incomparavelmente mais acessível do que o cobrado por categorias internacionais que dão acesso a campeonatos de ponta.

“Em termos de formação de carreira, certamente é uma oportunidade espetacular para quem quer se preparar para a Stock Pro”, aposta Julianelli. “Os dois pilotos da dupla terão acesso à mesma quantidade de treinos e somarão pontos juntos. E, como no caso dos pilotos que competirão sozinhos, é possível que a dupla se habilite a subir para a categoria principal já na primeira temporada. Para isso, basta que fiquem entre os três primeiros colocados no campeonato – o que os qualificará para a avaliação final da Vicar e CBA, a mesma regra válida para todos os participantes”, continua o CEO da Vicar.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.