Lapenna faz a pole da Stock Car em Interlagos. Mas não larga na frente. Entenda

sábado, 30 de julho de 2022 às 16:15

César Ramos

Uma situação inusitada marcou a definição do grid da sétima etapa de 2022 da Stock Car Pro Series, no início da tarde deste sábado (30) em Interlagos. A pole position, na pista, foi marcada por Felipe Lapenna, piloto da equipe Hot Car Competições. Entretanto, enquanto o piloto já recebia o troféu e concedia entrevistas, ele foi avisado que perdera o direito de largar da primeira posição por uma infração cometida enquanto ele retornava aos boxes comemorando a pole.

Lapenna, ao entrar nos boxes, passou pelo radar de velocidade a 53,4 km/h, de acordo com a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). O limite de velocidade nos boxes é de 50 km/h. E o regulamento desportivo da modalidade estabelece, no Artigo 5.17, parágrafo segundo, que a penalidade para este caso é a perda de três posições no grid de largada.

O piloto da Hot Car entrou oficialmente com pedido de revisão da punição enquanto a equipe entrega os dados da telemetria e da câmera onboard de seu carro. A justificativa é que o piloto, na entrada dos boxes, desligou o carro já em velocidade reduzida para economizar combustível, e assim o limitador de velocidade não é acionado. “Eu estava quase sem gasolina, bem no limite, então reduzi a velocidade para entrar nos boxes e desliguei o carro. Vamos checar nos dados do carro e analisar todos os detalhes do que realmente aconteceu”, disse o piloto. “Isso não tira o brilho e o trabalho de todos na equipe. Nosso carro está fantástico em Interlagos e amanhã vamos trabalhar com muito foco para irmos mais à frente”, concluiu o paulista, que mesmo não largando na frente amanhã mantém o troféu e os dois pontos conquistados com a pole.

Interlagos coloca os freios da Stock Car à prova no fim de semana
Interlagos é a pista que mais exige dos freios em todo calendário. A primeira curva de seus 4.309 metros, o S do Senna, é a que traz a frenagem mais intensa de toda a temporada para os discos Fremax e as pastilhas Fras-le. Os carros vêm pela reta principal a cerca de 240 km/h para contornar a primeira perna da curva a 75 km/h. Tamanha redução vem de uma forte frenagem que dura, em média, cinco segundos e o carro percorre pouco menos de 200 metros. A redução de 165 km/h em tão curto espaço e tempo gera uma desaceleração de 1,5 G, segundo os departamentos de engenharia da Fras-le e da Fremax.

Logo depois, na Reta Oposta, os pilotos também fazem significativa redução de velocidade para o contorno da Curva do Lago, reduzindo de 230 para 110 km/h em apenas 140 metros e três segundos. São os dois mais importantes pontos de ultrapassagem do traçado.

Outra curva famosa do traçado paulistano, o Laranjinha, é um rápido contorno à direita com duas tangências e inclinação negativa em relação ao ponto de apoio. Em apenas dois segundos, os discos Fremax e pastilhas Fras-le reduzem a velocidade de 200 para 125 km/h, em uma das curvas mais rápidas de Interlagos.

As temperaturas sobem também no chamado miolo do circuito: Pinheirinho, Bico de Pato e Junção – esta última, de grande importância, contornada em subida em direção à reta principal. Os discos de freio da Fremax são projetados para enfrentar até 720ºC em condições de corrida, enquanto as pastilhas de freio da Fras-le suportam até 840ºC sem prejuízo à eficiência e segurança do conjunto.

Fala, piloto!
“O carro estava muito bom o fim de semana todo, com um acerto que praticamente não precisamos mexer hoje. Numa pista tão exigente com os freios, como é Interlagos, a gente precisa confiar muito no trabalho da equipe e também nos discos e pastilhas de freio. Tudo funcionou perfeitamente e vamos reverter esta punição com um ótimo resultado amanhã”.
(Felipe Lapenna, Hot Car Competições, Chevrolet Cruze, #110)

A pista de Interlagos na ótica da FRAS-LE & FREMAX
“Interlagos é o circuito mais desafiador da temporada porque traz frenagens muito fortes. Exige muito dos freios, especialmente no fim da reta dos boxes, na frenagem para o S do Senna, que é muito forte e isso eleva muito a temperatura dos discos e das pastilhas. É um circuito muito competitivo, muito conhecido de todos os pilotos, então o equipamento é levado ao limite o tempo todo”.
(André Brezolin, engenheiro de projeto FRAS-LE & FREMAX)

Confira o grid de largada da sétima etapa:
1 Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), 1min39s895
2 Matías Rossi (A.Mattheis-Vogel/Toyota Corolla), 1min40s082
3 Felipe Fraga (Eurofarma RC/Chevrolet), 1min40s086
4 Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), 1min39s633 (punido por excesso de velocidade nos boxes)
5 Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), 1mins40s186
6 Felipe Baptista (KTF Racing/Chevrolet Cruze), 1min40s473
Eliminados no Q2
7 Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze), 1min40s353
8 Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze), 1min40s427
9 Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), 1min40s428
10 Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla), 1min40s508
11 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), 1min40s612
12 Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), 1min40s699
13 Pedro Cardoso (Crown II Racing/Chevrolet Cruze), 1min40s735
14 Rodrigo Baptista (Crown Racing/Chevrolet Cruze), 1min40s798
15 Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), 1min40s822
Eliminados no Q1
16 Nelson Piquet Jr. (Motul TMG Racing/Toyota Corolla), 1min40s452
17 Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), 1min40s456
18 Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), 1min40s535
19 Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 1min40s600
20 Andi Jakos (Full Time Sports/Toyota), 1min40s611
21 Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), 1min40s631
22 Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze), 1min40s638
23 Gaetano Di Mauro (KTF Sports/Chevrolet Cruze), 1min40s639
24 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 1min40s644
25 Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze), 1min40s724
26 Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), 1min40s803
27 Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), 1min40s904
28 Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla), 1min41s047
29 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), 1min41s098
30 Thiago Vivacqua (RKL Competições), 1min41s923
31 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), 1min42s870
32 Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), Sem Tempo

7ª Etapa – Stock Car Pro Series 2022
SÃO PAULO (SP)
Autódromo Internacional José Carlos Pace
INTERLAGOS
Extensão: 4.309 metros
Sentido: anti-horário
Curvas: 13 (4 à direita e 9 à esquerda)

Características técnicas (nível 1 a 5 do menor para o maior):
Abrasividade do asfalto: 4
Força lateral: 4
Nível de exigência dos freios: 4
Pneu mais exigido: traseiro direito

Inauguração: 1940
Previsão climática: Mínima de 10ºC e Máxima de 22ºC, com sol entre algumas nuvens, sem possibilidade de chuva para o sábado e o domingo, de acordo com o AccuWeather.
Vencedores em 2022: Gabriel Casagrande/Gabriel Robe (resultado geral na soma das baterias); Gabriel Casagrande (corrida 1) e Enzo Elias (corrida 2)
*O Autódromo de Interlagos recebeu a Corrida de Duplas na abertura da temporada.

PROGRAMAÇÃO DA ETAPA:
Domingo, 31 de Julho
10h00 – Visitação aos boxes
11h30 – BRB Fórmula 4 Brasil – Corrida 3 (25 minutos + 1 volta)
13h10 – Stock Car – Corrida 1 (30 minutos + 1 volta)
13h45 – Stock Car – Corrida 2 (30 minutos + 1 volta)

16h10 – Stock Series – Corrida 2 (30 minutos + 1 volta)

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.