F1 – Vettel evitou a investigação sobre o volante porque não foi relatado

Sebastian Vettel e Pascal Wehrlein

Sebastian Vettel não foi investigado por não recolocar seu volante após o acidente depois do GP da Malásia porque não foi reportado aos comissários.

O piloto da Ferrari não deixou o volante recolocado no carro depois da colisão com Lance Stroll na volta aos boxes. Vettel inicialmente instalou o volante e depois voltou a retirá-lo antes de pegar uma carona para os pits no Sauber de Pascal Wehrlein.

Isso potencialmente contraria o artigo 22.5 dos regulamentos esportivos que afirma: “Um piloto que abandona um carro deve deixá-lo em ponto morto ou com a embreagem desengatada, com o ERS desligado e com o volante no lugar”.

Embora os comissários investigassem a colisão entre Vettel e Stroll, e liberassem os dois pilotos, eles não examinaram por que Vettel não recolocou o volante no lugar.

“Nós não olhamos para isso”, disse o comissário da FIA Garry Connelly à BBC. “Não nos foi informado, então não olhamos para isso”.

Os comissários recebem relatos de incidentes potenciais do diretor de corrida, Charlie Whiting, que, por sua vez, pode receber reclamações dos pilotos.

O último piloto a ser penalizado por não instalar o volante de um carro foi Pastor Maldonado durante o fim de semana do GP do Canadá de 2014. Ele recebeu uma advertência.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.