F1 – Renault se concentra no ajuste de corrida e na preservação de pneus na Áustria

quinta-feira, 28 de junho de 2018 às 12:06

Renault

O chefe de tecnologia da Renault, Bob Bell, disse que a lucrativa estratégia de uma parada na Áustria exigirá que a equipe se concentre em ajustar seu carro para o domingo e, em parte, desconsiderar seu desempenho na classificação.

Aninhado nas altas colinas da Áustria, o Red Bull Ring oferece características específicas que representam alguns desafios de engenharia para as equipes.

“É um circuito de grande altitude, então isso coloca o motor sob um pouco de estresse”, explica Bell. “Tem o potencial bastante alto de desgaste e temperaturas de freios, por isso precisamos ser cautelosos com os mesmos”.

“Algumas das zebras são muito traiçoeiras e vão quebrar o carro se os pilotos baterem nelas. Há uma zona de DRS extra este ano, então vamos avaliar as oportunidades que isso pode trazer”.

“Em termos de configuração, é um circuito de downforce médio a alto, com muita pressão nos pneus traseiros, o que pode causar superaquecimento”.

“Esse foi um problema que enfrentamos no ano passado, então provavelmente veremos isso de novo este ano”.

No papel, a estratégia mais rápida no dia da corrida exigiria um único pit stop. Uma abordagem que implicará uma configuração voltada para a preservação de pneus, como explica Bell.

“O foco será como ajustar o carro para a corrida e como preservar os pneus traseiros, pois isso aumentará nossas chances de fazer uma estratégia de parada única”, disse o britânico.

“Haverá um pouco menos de foco na obtenção de um tempo de volta na classificação em termos de configuração”.

“Temos como objetivo alcançar um bom equilíbrio com o carro entre a alta e a baixa velocidade para ajudar a preservar os pneus”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.