F1 – Mercedes preocupada em interferir no relacionamento McLaren-Honda

quarta-feira, 21 de junho de 2017 às 8:45
Mercedes e McLaren

Mercedes e McLaren

A Mercedes diz que não quer interferir na parceria da Fórmula 1 da McLaren-Honda enquanto as duas partes lidam com o descontentamento quanto ao desempenho e a confiabilidade do motor.

As críticas da McLaren à Honda aumentaram no último grande prêmio no Canadá, onde a falha do motor de Fernando Alonso a três voltas da bandeira quadriculada – que roubou a equipe do seu primeiro ponto em 2017 – foi o último de uma série de quebras.

O CEO Zak Brown disse que a McLaren tem planos alternativos em mente para 2018, se as dificuldades da Honda continuarem, com rumores sugerindo que poderia mudar para o motor da Mercedes, que usou pela última vez em 2014.

A Mercedes atualmente fornece motores para Force India e Williams ao lado de sua equipe de fábrica, com seu chefe da F1, Toto Wolff, dizendo durante a Conferência Esportiva da FIA nesta semana, que a Mercedes tem capacidade para fornecer uma quarta equipe no próximo ano.

Quando perguntado se a Mercedes estava aberta para fornecer a McLaren em 2018, Wolff disse: “Esta não é a nossa prioridade no momento. Primeiro gostaríamos de ver Honda e McLaren acertando seu relacionamento”.

“Há bastante movimento no mercado no momento, que assistimos à margem. Esta é uma posição em que nos colocamos porque o mais importante é que a Honda faz, permanecendo na categoria e tendo um bom negócio com suas equipes clientes ou de fábrica”.

“Nós não queremos interferir nessa fase, essa é a nossa prioridade”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.