F1 – Mercedes não recebeu nenhum crédito por atos altruístas, diz Lauda

segunda-feira, 14 de março de 2016 às 13:45
Niki Lauda

Niki Lauda

Niki Lauda diz que a Mercedes não está recebendo crédito suficiente pela tomada de decisões contra os seus próprios interesses para ajudar a F1.

As quatro fabricantes da F1 apresentaram propostas no sentido de reduzir os custos de seus motores para as equipes clientes. A Mercedes também concordou em remover este ano as “caixas pretas” de desenvolvimento de motor numa tentativa de dar uma maior chance às suas rivais de se aproximarem ao longo da temporada, liberando as áreas da unidade de potência capazes de serem trabalhadas sob o sistema de fichas.

“Estamos perdendo dinheiro com o novo preço que a FIA concordou para os motores”, disse Lauda. “Tivemos que aceitar para ajudar a categoria. Bernie (Ecclestone) não quer depender das fabricantes de motores, mas a Mercedes é parte da família da F1. E o resto está sempre dizendo ‘nós não gostamos de você’. Como pode ser isso?”

“As limitações no desenvolvimento de motores foram abolidas para ajudar as equipes rivais como a Honda avançar. Muita coisa nós concordamos, mas foi contra os nossos interesses. Nós fazemos tudo o que pudemos para ajudar, tudo contra nosso próprio interesse, porque vemos o grande cenário. Mas todos os outros só protegem a sua própria posição”.

A Mercedes é a única fabricante que fornece motores atualizados para suas três clientes. A Ferrari fornece para três equipes clientes, mas uma delas recebe os motores do ano passado, a Toro Rosso. A Honda só fornece para a equipe McLaren, que no final do ano passado vetou que os japoneses fornecessem para a Red Bull.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.