F1 – McLaren admite que dinheiro da Honda já não compensa perdas

quarta-feira, 14 de junho de 2017 às 9:59
Fernando Alonso

Fernando Alonso

Zak Brown, CEO da McLaren, admitiu que a equipe possa ser forçada a tomar uma “decisão comercial” e separar da Honda, porque já não pode justificar o investimento da fabricante em comparação com a perda de dinheiro e patrocinadores.

Depois de sete corridas, a McLaren ainda não conseguiu marcar nenhum ponto em uma temporada de um desempenho sem graça e uma fraca confiabilidade, uma situação aumentada ainda mais durante o GP do Canadá quando Fernando Alonso abandonou com uma falha de motor na décima posição com apenas duas voltas restantes.

A última questão ocorre em meio a especulações crescentes. A McLaren está buscando terminar com a Honda em favor de uma troca para o motor da Mercedes em um esforço para melhorar a sorte e convencer o piloto estrela Alonso de ficar além de 2017.

Na verdade, apesar de a McLaren ter ficado anteriormente ligada com a Mercedes, Brown revelou em Montreal que um dos principais benefícios para continuar com a Honda – o suporte financeiro que traz – agora é contrabalançado pelas perdas em disputa em prêmios e a relutância de patrocinadores em investir.

“Eu acho que isso se torna somente uma decisão de negócios”, disse Brown. “O contrato da Honda é muito bom e tenho certeza de que há muitas equipes aqui que gostariam de ter essa relação contratual. Mas no final você começa a perder muito dinheiro em prêmios em dinheiro, tudo isso é facilmente documentado. Perdemos parceiros patrocinadores para outras equipes”.

Se a McLaren terminar seu relacionamento com a Honda, a empresa japonesa ainda teria interesse na F1 após assinar um acordo para fornecer motores à Sauber para 2018.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.