F1 – Manobra da Haas é um golpe para a influência da Ferrari, diz Minardi

quarta-feira, 26 de julho de 2017 às 9:18
Ferrari

Ferrari

Giancarlo Minardi, ex-chefe da Fórmula 1, acha que a Ferrari pode estar tendo dificuldades para exercer sua influência entre as suas equipes de clientes.

Embora a Haas seja oficialmente conhecida como uma equipe B da Ferrari, o dono, Gene Haas, anunciou que manterá Romain Grosjean e Kevin Magnussen no próximo ano.

Isso apesar da especulação do reserva da Ferrari, Antonio Giovinazzi, se juntar à equipe para 2018.

Ao mesmo tempo, a Sauber está ligada a uma mudança para o motor da Honda para 2018, agora reforçado pela notícia que Nobuharu Matsushita, apoiado pela Honda, vai dirigir para a equipe suíça no teste após o GP da Hungria.

Então, quando perguntado sobre os pilotos da Haas para 2018, Minardi disse: “Se foi esse o caso, seria uma oportunidade perdida para a Ferrari”.

“Eu permaneço otimista e quero pensar que é apenas uma manobra para manter a serenidade dentro de uma equipe que está indo muito bem, com o objetivo de ganhar muitos pontos na segunda metade da temporada”, acrescentou.

Mas Minardi disse que se Giovinazzi não fazer sua estreia em tempo integral com a Haas no ano que vem, “seria uma derrota para todo o sistema Ferrari para jovens pilotos”.

“Seria então óbvio que os pilotos da Ferrari não desfrutam de nenhuma proteção. A Ferrari não teria mais poder de decisão sobre seus clientes, mas por enquanto me recuso a pensar nesse cenário”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.