As regras de 2017 farão os pilotos ‘amarem’ os carros da F1 novamente

quarta-feira, 26 de agosto de 2015 às 12:52

Mercedes e Ferrari

O maior impulso para a popularidade da F1 com a revisão das regras prevista para 2017 não virá de uma melhor corrida, mas de pilotos ‘amando’ os carros novamente, afirma o chefe da Toyota Pascal Vasselon.

O francês, que foi um importante técnico no programa de F1 da Toyota e agora trabalha em seu projeto esportivo, pensa que a F1 sofreu porque os pilotos não estão entusiasmados com os carros.

Ele diz que isto é um contraste marcante com o Campeonato Mundial de Endurance (WEC), que está desfrutando de um aumento na popularidade – o que ele acha que é ajudado porque os pilotos adoram competir nos carros.

“Eu acho que a falta geral de interesse na F1 vem principalmente da falta de ‘amor’ dos próprios pilotos”, disse ele. “A maioria dos pilotos não manifestam o seu prazer de estar ao volante destes carros. Isto é o que eu sinto, pessoalmente”.

“A falta de interesse por parte dos pilotos amplifica a falta de interesse dos fãs. Se essas novas regras trouxerem de volta um pouco de diversão para os pilotos, isso se traduzirá em seus comentários e podem mudar as coisas”.

Vasselon diz que tudo o que ele ouve dos pilotos de carros esporte é quão grande é a WEC, e este entusiasmo é capturado pelos fãs.

“Os pilotos da F1 que vêm para eventos de corrida de endurance dizem: ‘Nossa! Estes carros são formidáveis. Podemos forçar desde o início até ao fim’. É completamente o oposto do que fazem na F1. É por isso que sinto que a falta de interesse na F1 vem dos comentários dos pilotos”.

Vasselon acrescenta que a mudança para carros mais rápidos, com pneus mais largos e melhor aerodinâmica, será uma dramática reviravolta do que a categoria parecia a vários anos atrás.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.