Preview dos pneus de Cascavel da Stock Car

Stock Car

Muita velocidade e um grande desafio: a curva do Bacião. O cenário da disputa da oitava etapa da Stock Car, que será realizado na pista de Cascavel, no oeste do Paraná, entre os dias sete e nove de setembro, é propício para uma ótima disputa. O traçado de 3.058 metros de extensão tem todas as características para manter o ótimo momento da categoria três semanas após a festa em Campo Grande.

Além da torcida extremamente apaixonada da cidade e que respira automobilismo, a etapa conta com um traçado dos mais rápidos do calendário. Ao todo, são oito curvas, sendo seis para a esquerda e apenas duas para a direita. Mas uma das curvas para a esquerda merece um destaque especial: a famosa curva do Bacião.

“A pista de Cascavel é um desafio todo especial para a Pirelli. Além de ter uma média de velocidade muito alta, a grande curva do Bacião, logo após a veloz reta dos boxes, empenha nossos pneus P Zero de uma forma bastante intensa já que são vários segundos com o carro apoiado sobre os pneus do lado direito”, fala Fabio Magliano, Gerente de Produtos Car e Motorsport da Pirelli para a América Latina.

“Desta forma, recomendamos às equipes trocarem os dois pneus do lado direito do carro, especialmente o traseiro responsável pela tração. Seguindo nossas instruções de uso dos pneus, respeitando cambagem, pressão e o uso correto das Mantas Térmicas, a disputa em Cascavel tem tudo para ser uma das melhores do ano para todos nós fãs da Stock Car”, encerra.

PNEU DISPONÍVEL

Pista seca: P Zero na medida 305/660-18

Pista molhada: Cinturato na medida 285/645-18

 

CARACTERÍSTICAS DA PISTA (entre 1 e 5):        

Abrasividade da pista: (3)

Força lateral: (5)
Pneu mais exigido (traseiro direito)

 

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS P ZERO:

Cambagem recomendada dianteira: (-5,0°)

Cambagem recomendada traseira: (-3,0°)

Calibragem recomendada sem cobertor: 24 PSI a frio

Calibragem recomendada com cobertor: 27 PSI a frio

Calibragem recomendada a quente: 32 PSI

 

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS CINTURATO:

Cambagem recomendada dianteira: (-2,0°)

Cambagem recomendada traseira: (-0,0°)

Calibragem recomendada sem cobertor: 26 PSI a frio

Calibragem recomendada a quente: 32 PSI

 

MANTA TÉRMICA:

Tempo de aquecimento dos pneus P Zero com cobertor térmico:

Mínimo:   1h @ 90°C

Ótimo:     1h30 @ 90°C

Máximo:  2h @ 90°C


RESULTADOS 2017:
4ª etapa:
Pole: Max Wilson, com o tempo de 1min00s838.
Corrida 1: 1º Max Wilson, 2º Daniel Serra e 3º Átila Abreu.
Média de 164,7 km/h, com 37 voltas e 113,146 km de distância completados.
Corrida 2: 1º Vitor Genz, 2º Lucas Foresti e 3º Guilherme Salas.
Média de 157.3 km/h com 36 voltas e 110,088 km de distância completados.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer a etapa de Cascavel da Stock Car!

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.