Moto GP – Perguntas e respostas com Jorge Martinez “Aspar”

Nicky Hayden

Foi uma temporada difícil para a Aspar em 2015, mas a formação consegui ainda assim mostrar o seu potencial. Depois da temporada ter terminado, Jorge Martinez “Aspar” falou com o site motogp.com sobre o difícil ano vivido no Mundial de Motovelocidade.

Qual é a sua opinião geral sobre a temporada 2015 de Moto GP?
A verdade é que ambos os nossos pilotos fizeram algumas corridas fortes; o Nicky Hayden fez algumas corridas muito boas, como em Le Mans, e o Eugene Laverty também esteve muito bem em Aragón e venceu a classe Open. Mas na realidade o resultado no final da temporada ficou longe do esperado. Estávamos apostando em resultados melhores e lutar pela vitória na Open até o final, mas infelizmente não fomos capazes.

O que acha que se passou?
Agora, analisando e vendo tudo em conjunto, é fácil entender que podíamos ter feito outras coisas e que podíamos ter tido mais melhorias na moto por parte da Honda.

Qual acha que foi a grande diferença entre as melhores equipes Open?
Creio que há uma diferença muito grande. A Yamaha e a Ducati tiveram as motos do ano anterior, mas com eletrônica Open, por isso as suas motos estavam em um nível mais elevado que as nossas.

A Honda fez a sua parte?
A Honda fez o que pôde com uma moto totalmente nova para a classe Open. A moto tinha uma performance um pouco mais baixa em comparação com a Ducati. Ambas as motos Avintia tinham 10 a 12 km/h de vantagem sobre nós em quase todas as pistas.

Mudou de alguma forma ao longo da temporada?
Houve algumas pequenas melhorias, mas nada grande, infelizmente. Por exemplo, fizemos pequenas melhorias com o braço oscilante, mas os verdadeiros passos surgiram com a eletrônica ao longo do ano. Os passos surgiram sempre do lado técnico da nossa equipe.

Também tem uma equipe na Moto 3, como avalia essa temporada?
Creio que temos dois grandes pilotos no Jorge Martin e no Pecco Bagnaia e que fizeram grandes corridas. O Jorge fez o ano de estreia no Mundial e teve umas performances muito boas quando se tem isso em conta. Por exemplo, na Malásia, que é um circuito difícil de aprender, ele esteve forte desde o primeiro treino e fez um grande tempo.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.