Honda não vai dar motor para Alonso na Indy, diz site

Fernando Alonso

As esperanças de Fernando Alonso de estar no grid da Fórmula Indy em 2019 podem ser afetadas pelo seu relacionamento “fraterno” com a Honda. Segundo relato do site Autosport, as críticas anteriores de Alonso à marca japonesa e o fato de correr pela rival Toyota no Campeonato Mundial de Endurance (WEC) podem ter um impacto.

Com a McLaren buscando garantir uma entrada tardia na categoria americana, a equipe provavelmente fará isso em parceria com a Andretti Autosport, que atualmente é fornecida pela Honda.

Andretti facilitou a aparição de Alonso na Indy 500 de 2017, que o bicampeão de Fórmula 1 liderou por 27 voltas e permaneceu na disputa até que seu motor Honda explodir.

O site sugeriu que a Honda não está disposta a fornecer motores para uma equipe com Alonso, que foi altamente crítico da marca nos três anos de seu retorno à F1 com a McLaren.

Chamando a unidade da Honda de um “motor GP2” e rotineiramente divulgando seus problemas, Alonso e McLaren esperavam melhores resultados com a Renault em 2018, mas eles não se materializaram.

Com Alonso desesperado para garantir a “Tríplice Coroa”, adicionando uma vitória na Indy 500 aos triunfos anteriores no GP de Mônaco e nas 24 Horas de Le Mans, ele testou um carro da Andretti com motor Honda entre os GPs da Itália e Cingapura – embora a marca da empresa japonesa não estivesse presente na decoração do carro.

Tem sido relatado que uma ligação com a Chevrolet pode ser alcançada, a fim de colocar Alonso no grid, embora isso continue complicado e provavelmente vá exigir a assistência das equipes Andretti e Harding Racing – que é movida pela marca americana.

Com o tempo passando, o CEO da McLaren, Zak Brown, admitiu que certas decisões ainda devem ser tomadas. Ele disse ao Autosport: “Ficamos muito lisonjeados e emocionados com o entusiasmo que temos visto e lido, na F-Indy e em seus fãs, para ter a McLaren de volta na categoria, e talvez Fernando também”.

“Mas há muitas partes móveis que precisam se encaixar e estamos metodicamente passando pelos processos, por isso estamos trabalhando, para se ou quando vamos nos comprometer com a Indy. Ter tudo finalizado é no que estamos trabalhando agora, e não é algo que possa ser apressado”, finalizou.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer o GP de Cingapura da Formula 1!

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.