FIA questionou equipes e pilotos sobre penalidades na F1

Incidente no GP do Canadá 2019

A FIA pediu aos dez chefes de equipe e 20 pilotos da F1 as suas opiniões sobre como os incidentes em pista devem ser penalizados. Na Hungria, o diretor de corridas Michael Masi apresentou-lhes um questionário anônimo sobre 12 incidentes controversos nos últimos anos.

Isso segue intensas discussões sobre a frequência com que os comissários intervêm com penalidades após os confrontos em pista, como a que custou a vitória de Sebastian Vettel no Canadá.

O chefe da equipe Red Bull, Christian Horner, disse à revista alemã Auto Motor und Sport que votou por “nenhuma ação adicional” em 90% dos casos do questionário. “Um deles foi Vettel e Hamilton em Montreal”, disse ele. “Para mim, isso não merecia uma punição”.

De fato, depois do Canadá, a Ferrari pediu uma ‘revisão’ oficial da penalidade, e o chefe esportivo Laurent Mekies acha que isso foi fundamental para a mudança de direção da FIA.

“Desde então, assistimos a várias corridas emocionantes”, declarou ele ao jornal Corriere della Sera. “Não fomos aos comissários após o incidente entre Leclerc e Verstappen, na Áustria, porque estas lutas duras são exatamente o que queremos ver na Fórmula 1”.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.