F1 – McLaren explica estratégia “agressiva e defensiva” de Norris

Lando Norris

Gil de Ferran, diretor esportivo da McLaren, disse que o pit-stop extra que deixou Lando Norris atrás do companheiro de equipe Carlos Sainz no GP do Azerbaijão foi uma tática “agressiva e defensiva”.

Após passar para a Q3 e se classificar em sétimo, Norris se manteve à frente de Sainz durante a maior parte da prova em Baku enquanto eles perseguiam o sexto colocado Sergio Perez.

No final da corrida, os dois tinham uma vantagem tão grande sobre os rivais mais próximos que foi possível fazer um pit-stop livre sem perder nenhuma posição para outra equipe quando o safety car virtual foi acionado.

Norris estava à frente de Sainz em sétimo, mas tendo feito sua primeira parada quatro voltas antes, ele tinha pneus desgastados e havia preocupações sobre como eles se comportariam no recomeço após o VSC.

Portanto, a McLaren mandou o estreante entrar, o que o deixou atrás de Sainz, mas sem afetar o total de pontos da equipe. A potencial vantagem para Norris foi que, se houvesse um safety car no final, seus pneus bem mais novos poderiam ter lhe dado um benefício.

“Foi uma decisão estratégica agressiva e defensiva ao mesmo tempo”, declarou de Ferran ao site Autosport. “Obviamente, nós tínhamos um pit-stop livre”.

“Por não termos andado na sexta-feira, havia alguma incerteza em relação ao comportamento dos pneus muito desgastados na relargada. Também havia dúvidas se eles poderiam durar a corrida inteira”.

“Fazendo um pit-stop, nos protegemos contra essa eventualidade com um dos carros e também nos colocamos em uma situação onde poderíamos estar bem posicionados para atacar se o pneu macio entrasse melhor na janela no final da prova”.

“Nada disso aconteceu, mas foi um pouco de gerenciamento de risco que nós empregamos porque tivemos a oportunidade de fazer isso”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.