F1 – Kubica: Se eu fosse a Williams, também teria dúvidas sobre meu retorno

Robert Kubica

Robert Kubica diz que entende por que pontos de interrogação permanecem acima de sua capacidade e admite que também teria dúvidas sobre seu retorno à Fórmula 1 se fosse um chefe de equipe.

O polonês de 35 anos completará um retorno notável à F1 com a Williams em 2019, oito anos depois de sofrer graves lesões no braço direito que interromperam sua promissora carreira na categoria.

Kubica, que testou para a Renault e Williams durante 2017 e 2018, disse que aceitou por que as pessoas se esforçaram para acreditar que um retorno às corridas de Grand Prix era realista, tendo se ausentado da Fórmula 1 desde que participou do GP de Abu Dhabi de 2010.

“Se eu fosse o diretor da equipe, também teria dúvidas”, disse Kubica.

“Este ano tem sido muito útil porque na primeira reunião, me lembro, eu disse ‘Se você tiver alguma dúvida, nós não deveríamos estar fazendo isso, porque em tempos difíceis é fácil apontar o dedo no meu braço – eu quero certificar de que você tem certeza que eu posso fazer isso’”.

“Antes de tudo, tenho que ter certeza de que posso fazê-lo, é por isso que estou aqui, mas, em segundo lugar, a equipe precisa estar convencida de que sou capaz de fazer um bom trabalho”.

O vencedor do GP do Canadá de 2008 acredita que seu retorno mostra a todos, incluindo aqueles que não acreditavam que um retorno fosse viável, que “nada é impossível”.

“Se eu acho que não serei capaz de dirigir competitivamente rápido, eu não estaria aqui”, explicou ele.

“Esse é um modo normal de pensar, que as pessoas veem minhas limitações e perguntam como é possível que eu faça isso”.

“Eu sei que é difícil acreditar, mas a Williams já viu isso neste ano e eu vi isso nos últimos 16 ou 18 meses, desde que testei pela primeira vez um carro de F1 [mais antigo da Renault] em Valência que eu posso fazer isso”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.