F1 – Hamilton decidiu não se defender pela batida com Albon

Lewis Hamilton e Alex Albon

Lewis Hamilton foi punido por sua colisão com Alex Albon no GP do Brasil antes da audiência da FIA porque abriu mão da oportunidade de se defender.

Hamilton tocou em Albon e provocou uma rodada do piloto da Red Bull enquanto eles lutavam pelo segundo lugar na penúltima volta em Interlagos.

O incidente foi imediatamente investigado, mas os comissários decidiram ouvir ambos os pilotos, dando ao campeão mundial uma chance de se explicar, ao invés de impor uma penalização de tempo instantânea.

Com essa decisão, Hamilton subiu ao pódio para celebrar seu terceiro lugar na pista, enquanto Carlos Sainz – que acabou ficando com a posição – perdeu a oportunidade de fazê-lo.

Mesmo antes de ser chamado, Hamilton já havia admitido sua culpa nas entrevistas televisivas dos três primeiros realizadas no grid por Rubens Barrichello.

Portanto, o diretor esportivo da Mercedes, Ron Meadows, passou aos comissários a mensagem de que Hamilton havia aceitado a culpa, o que efetivamente os obrigou a lhe dar uma punição de cinco segundos, como explicou Michael Masi, diretor de prova.

“Eles fariam uma investigação pós-corrida”, declarou Masi. “Então, convocaram ambos os pilotos, mas a equipe admitiu a violação. Eles disseram ‘você não precisa nos convocar. Lewis já admitiu’, aparentemente pelo que Ron falou, e foi isso”.

“Houve uma investigação, mas quando você faz isso e uma das equipes diz ‘nós cometemos um erro’, a investigação se torna bastante simples para o outro lado!”

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.