F1 – Ferrari pode usar “revisão” da FIA para contestar punição

Sebastian Vettel e Lewis Hamilton

A Ferrari pode usar o “direito de revisão” da FIA para tentar reverter a penalização de Sebastian Vettel no GP do Canadá ao invés de buscar um apelo formal.

Com o prazo para a Ferrari confirmar seu apelo contra a punição de cinco segundos que tirou a vitória de Sebastian Vettel em Montreal se esgotando, acredita-se que a equipe está considerando um plano de ação alternativo.

As chances de sucesso pela Corte Internacional de Apelo da FIA provavelmente seriam mínimas porque as próprias regras da federação afirmam que não pode haver apelo contra as sanções durante a corrida.

Portanto, mesmo se a Ferrari prosseguisse e levasse o caso para o tribunal independente da FIA, a maior probabilidade é que ele fosse rapidamente considerado inadmissível.

Entretanto, se a Ferrari confirmar que não levará o caso para a Corte de Apelo quando o prazo acabar ainda nesta quinta-feira, entende-se que pode não ser o fim da história.

O Código Esportivo Internacional da FIA dá aos competidores uma opção de revisão das decisões após o evento, desde que novas evidências que não estavam disponíveis naquele momento sejam apresentadas.

O código afirma que uma petição solicitando uma revisão pode ser submetida dentro de um período de 14 dias depois que a classificação final foi feita – o que significa que a Ferrari tem até o dia do GP da França para seguir esse caminho.

Se a equipe de fato pedir uma revisão do caso, ela precisará apresentar suas novas evidências para a FIA, que então convocará uma reunião com os comissários do GP do Canadá ou substitutos a fim de discutir o assunto.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.