F1 – Estratégia de uma parada foi fundamental para Vandoorne

Stoffel Vandoorne

No México, Stoffel Vandoorne conquistou sua primeira colocação nos dez primeiros desde o GP do Azerbaijão, 15 corridas atrás. O belga teve outra decepcionante sessão de classificação no sábado, saindo no Q1 e mais uma vez não superando Fernando Alonso.

Mas o domingo mostrou ser um dia mais favorável. Vandoorne fez uma estratégia de uma parada, começando a corrida em pneus ultra macios. Ele parou cedo, na 12ª volta, e colocou os pneus super macios que levou até o final da corrida. Depois de cair para o décimo nono na primeira volta, Vandoorne conseguiu escalar o caminho de volta com o seu ritmo consistente.

“Estou super feliz com esse resultado hoje – uma grande corrida”, disse o piloto de 26 anos. “Sabíamos que era possível marcar pontos aqui com muita preparação que colocamos nesta corrida, em termos da estratégia a escolher – uma ou duas paradas – e, finalmente, fizemos com que os pneus durassem para uma parada”.

“Depois da 1ª volta fomos os últimos, por isso foi uma grande recuperação – algumas boas ultrapassagens, que foram muito cruciais e no final fizemos os pneus durarem. Não foi fácil no começo, mas sempre estive lá na hora certa, atacando quando precisava e administrando os pneus ao mesmo tempo”.

“O ponto crucial foi quando tivemos que decidir ir por uma ou duas paradas – os pneus pareciam muito, muito complicados e conseguimos recuperar um pouco e esse foi o momento crucial”, acrescentou Vandoorne. “Terminar em oitavo foi um grande resultado para mim, mas também para a equipe marcar alguns pontos para o campeonato dos construtores”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.