F1 – Comentários pós classificação – Toro Rosso – GP da China 2019

Daniil Kvyat

Daniil Kvyat, 11º colocado
Foi uma classificação apertada como sempre, uma diferença muito pequena separou alguns carros, então um décimo de segundo teria significado duas ou três posições no grid. Acho que fiz o melhor que pude hoje e o carro estava ótimo, mas ainda temos alguma margem para melhoria, apesar de ter sido uma sessão bastante forte. Creio que foi nossa melhor classificação do ano até agora, ficamos a menos de dois centésimos da Q3, portanto é uma pena ficar fora por uma diferença tão pequena. Baseado no TL2, temos um carro forte para a corrida e uma boa posição de largada; vamos tentar fazer o nosso melhor para chegar entre os 10 primeiros.

Alexander Albon, 20º colocado
Tive uma batida bem forte no TL3, mas estou bem, apenas desapontado por ter cometido um erro. Obviamente, ser veloz no TL3 não ajuda muito porque é a classificação que conta, mas ainda há pontos positivos. Eu vinha usando aquele AstroTurf na última curva há algum tempo porque é um pouco mais rápido aproveitar aquele pedaço extra de pista. O carro sempre sai um pouco de traseira e normalmente você consegue mantê-lo sob controle, mas desta vez fui agressivo demais com o acelerador. Eu teria preferido rodar para o lado esquerdo do circuito, mas o carro foi para a direita e bati no muro. Olhando o lado bom, tivemos um bom TL2 e o ritmo de corrida parece forte, portanto estou otimista em relação à prova de amanhã. Não vai ser fácil, mas acredito que temos velocidade para fazer algumas ultrapassagens e talvez marcar mais alguns pontos.

 

LS - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.