F1 – Bottas passou corrida preso atrás de Raikkonen

Valtteri Bottas

Valtteri Bottas admitiu que o GP de Mônaco foi um caso frustrante para ele já que largou e terminou a corrida atrás de Kimi Raikkonen.

“Pode ser muito frustrante quando você sente que tem o ritmo, mas não há nada que você possa fazer com isso”, disse Bottas.

“É extremamente difícil aqui ultrapassar e nunca cheguei perto o suficiente de Kimi para tentar atacar”.

“Eu acho que ele tinha dificuldades com seus pneus dianteiros mais do que eu, mas seus traseiros pareciam em ótimas condições e ele sempre conseguia uma boa tração na última curva e também no túnel. Então eu nunca cheguei perto dele nos lugares onde você pode ultrapassar, infelizmente”.

“Na verdade, aqui é fácil ultrapassar, não é uma pista muito larga. Não houve chance, ele não cometeu erros e eu nunca consegui chegar perto o suficiente”.

A Mercedes dividiu suas estratégias entre Bottas, que usou pneus super macios para seu segundo stint, e Lewis Hamilton, que tinha um novo conjunto de ultra macios para a corrida até o final. Mas Bottas disse que não havia nada que a equipe tenha feito para ajudá-lo a terminar mais alto.

“Acho que em termos de estratégia isso foi o melhor que pudemos fazer”, disse ele. “Como vimos, o hiper macio se degradou muito rapidamente para Lewis e eu, então decidimos nos separar”.

“Apesar de termos visto na quinta-feira que o super macio não era ótimo para o nosso carro, hoje funcionou e foi o melhor pneu para se estar. Era muito mais robusto do que qualquer outro pneu e parecia que o ritmo estava lá”.

“Mas nós simplesmente não poderíamos fazer nada com o ritmo. Em termos de estratégia, eu não teria feito nada diferente. É só que quando você larga em quinto em Mônaco, você precisa esperar que algo aconteça na corrida porque, mesmo com um bom ritmo, você não pode subir na ordem”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.