Cacá Bueno herda vitória em Brasília

Cacá Bueno autoracing 2010
A possibilidade matemática já não ajudava muito, a má sorte do pole Ricardo Maurício (RC) colaborou e a vitória de Cacá Bueno (Red Bull) na 11ª e penúltima etapa adiou a decisão da Stock Car para a batalha final de Curitiba no dia 5 de dezembro. Numa corrida emocionante, pontuada por disputas em todos os pontos da pista, problemas com os pneus, duas entradas do safety car e atuações brilhantes, como a de Xandinho Negrão (Medley), 32º e último no grid e 7º na bandeirada quadriculada, a liderança do campeonato mudou de mãos, mas não de equipe. Com o segundo lugar e o abandono do companheiro Maurício, Max Wilson assumiu a ponta da tabela com 267 pontos, contra 261 de Cacá.

A prova, na verdade, parecia destinada a cumprir o roteiro esperado pela maioria. Depois de sair na frente, Maurício deu as cartas até à 29ª das 46 voltas, quando o pneu esquerdo traseiro estourou. Foi um desfecho frustrante para o piloto que chegou a Brasília comandando a classificação e poderia até assegurar o bi por antecipação, dependendo da combinação de resultados. O prejuízo foi enorme: Maurício caiu para a quarta colocação, com 251 pontos e um atrás de Allam Khodair, e terá uma missão complicada na capital paranaense.

A segunda vitória de Cacá na temporada – a primeira veio em agosto em Salvador – foi conseqüência não apenas do inegável talento do tricampeão, mas também da acertada estratégia de parada nos boxes para reabastecimento de troca de pneus. Com o bom trabalho nos boxes, Cacá – que andou em 6º no início depois de sair em 4º – voltou próximo de Maurício, de quem herdaria a posição pouco depois. “Esperávamos uma corrida difícil porque nos dois últimos anos nosso carro nunca andou muito bem nos circuitos ovais. Tanto que na classificação passei para o Q2 na última colocação. Foi mais o resultado da estratégia”, reconheceu, contente com a notícia de que a prova no Paraná utilizará o circuito misto e não mais o anel externo. “Nossas chances aumentam, sem dúvida”, acrescentou Cacá, que não se furtou a apontar os principais candidatos ao título. “Acho que a briga ficará mesmo entre eu e o Max”, arriscou.

Max saiu e 7º e também foi beneficiado pela parada nos boxes no momento certo. “Tem dia que a gente erra, tem dia que a gente acerta. Hoje a gente acertou na estratégia. O resultado foi excelente e espero manter a posição em Curitiba, mesmo sabendo que meus adversários são de alto nível”, comentou Max, que ultrapassou Thiago Camilo (Vogel) e Daniel Serra (Red Bull) nas últimas voltas e somou os pontos necessários para tomar a dianteira do campeonato.

Além dos pilotos que subiram ao pódio, chamou a atenção o impressionante desempenho de Xandinho Negrão. Último no grid, depois de um desempenho desalentador nas tomadas de tempo no sábado, o piloto campineiro extraiu o máximo de um carro que precisou receber outro motor e passou por mudanças radicais no acerto. Xandinho ganhou nada menos do que 25 posições. “Acho que nunca ultrapassei tanta gente numa corrida só. Com mais uma entrada do safety car ou mais alguns minutos de prova, tenho certeza que terminaria brigando lá na frente”, comemorou.

O resultado da prova:

1º) Cacá Bueno (Peugeot), 46 voltas em 50min26s655
2º) Max Wilson (Chevrolet) a 1s169
3º) Thiago Camilo (Chevrolet) a 3s249
4º) Daniel Serra (Peugeot) a 3s709
5º) Allam Khodair (Peugeot) a 6s521
6º) David Muffato (Peugeot) a 10s264
7º) Xandinho Negrão (Chevrolet) a 12s030
8º) Julio Campos (Peugeot) a 19s022
9º) Alceu Feldmann (Peugeot) a 21s630
10º) Lico Kaesemodel (Peugeot) a 23s983
11º) Nonô Figueiredo (Chevrolet) a 24s579
12º) Antonio Pizzonia (Chevrolet) a 29s517
13º) Popó Bueno (Chevrolet) a 29s964
14º) Felipe Maluhy (Chevrolet) a 32s193
15º) Marcos Gomes (Peugeot) a 32s417
16º) Duda Pamplona (Chevrolet) a 33s288
17º) Valdeno Brito (Chevrolet) a 37s279
18º) Betinho Gresse (Chevrolet) a 37s482
19º) Antonio Jorge Neto a 46s428
20º) Ricardo Sperafico (Peugeot) a 1 volta
21º) Cláudio Ricci (Peugeot) a 1 volta
22º) Ricardo Zonta (Chevrolet) a 1 volta
23º) Rodrigo Sperafico (Peugeot) a 2 voltas
24º) Giuliano Losacco (Peugeot) a 7 voltas

Não classificados:

Átila Abreu
Ricardo Mauricio
Thiago Marques
Christian Fittipaldi
Luciano Burti
Diego Nunes
Pedro Gomes

EB – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.