WEC limita testes da LMP1 como medida de redução de custos

quinta-feira, 25 de setembro de 2014 às 17:11

Toyota e Audi

Um limite de testes para a próxima temporada será o primeiro de uma série de medidas de redução de custos a ser introduzida para a categoria LMP1 no Campeonato Mundial de Endurance.

Um novo grupo de trabalho das equipes de P1 concordou com um limite de 50 dias de carro para o próximo ano e está considerando novos meios para controlar os orçamentos para as futuras temporadas.

Vincent Beaumesnil, gerente esportivo do promotor WEC, declarou ao site Autosport: “Nós concordamos em 50 dias de carro no máximo, se você testar dois carros em um dia, serão dois dias de carro”.

O limite para os novos fabricantes que entram no WEC, por exemplo a Nissan, terá uma dotação de 60 dias de carro.

Os fabricantes serão permitidos apenas um certo número de testes exclusivos: acima desse limite, que se acredita ser de 30 dias, eles devem estar dispostos a compartilhar seus testes com outros fabricantes e equipes.

A Toyota apoia o esforço de redução de custos na P1.

“Congratulamo-nos com esta iniciativa da ACO e da FIA, porque sentimos que a categoria está em perigo de uma explosão de custos e do nosso lado não podemos permitir isto”, disse o diretor técnico da Toyota Motorsport Pascal Vasselon.

Haverá também um limite para testes na LMP2, que se entende ser de 15 dias de carro, mas não haverá limite de teste para as fábricas na GTE.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.