WEC – Audi frustrada por mudanças nas regras de combustível

terça-feira, 15 de abril de 2014 às 13:34

WEC LMP1

A Audi mostrou frustração com as alterações nos limites de combustível da LMP1 antes da abertura do Campeonato Mundial de Endurance deste fim de semana em Silverstone.

O chefe da Audi Christopher Reinke disse que havia “muita frustração da nossa parte”, com as alterações nas tabelas de combustível para a LMP1 decidida na semana passada.

O R18 e-tron quattro teve seu limite de combustível, por volta em Le Mans, reduzido de 140,2 para 138 megajoules e a capacidade de combustível do carro reduzido em meio litro ficando agora com 54,3 litros.

A Toyota e a Porsche terão permissão de 139,5 MJ por volta, em vez dos 137,5 MJ originais, publicados nos regulamentos em dezembro. A capacidade de combustível para o TS040 e o 919 foi elevada de 66,9 para 68,3 litros.

“Nesta fase do projeto, duas semanas antes da primeira corrida, dois por cento é uma margem muito grande, uma margem que terá importância”, explicou Reinke.

“Nós podemos estar em desvantagem no desempenho e na estratégia”.

“Não concordamos com este ajuste fino e não ficou claro para nós como foi determinado, mas nós respeitamos a FIA e o Automobile Club de l’Ouest como tendo os poderes de ditarem regras”.

Reinke disse que espera que o Toyota TS040 HYBRID e o Porsche 919 Hybrid sejam capazes de ir mais longe com um tanque de combustível do que o mais recente R18, como resultado destas mudanças.

“A ideia original de Equivalência de Tecnologia foi para fazer as tecnologias iguais: se uma tecnologia pode dar mais voltas, então ela não é igual”, explicou.

As tabelas de combustíveis já foram confirmadas para as três primeiras rodadas do WEC, incluindo as 24 Horas de Le Mans, após o que a FIA e a ACO têm o direito de ajustar os números para um novo período de 12 meses.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.