Tost condena os gastos na Fórmula 1

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016 às 11:01
Franz Tost

Franz Tost

O diretor da equipe da Toro Rosso, Franz Tost, está preocupado com o custo crescente da Fórmula 1 e acredita que os limites de gastos não farão nada para remediar o problema.

Com equipes como a HRT, Caterham e Marussia entrando em falência e a Sauber, Lotus e Renault tendo dificuldades, Tost acredita que este problema precisa ser resolvido.

“Precisamos reduzir os custos”, disse Tost em entrevista ao Tiroler Tageszeitung. “Não devemos ter uma equipe gastando 450 milhões de euros por ano. Por outro lado, negociamos alguns centavos quando se trata de carros de rua. Mesmo as fabricantes não podem aceitar somas como esta para sempre. Não é viável. Gastamos muito dinheiro na Fórmula 1”.

A curto prazo, Tost acredita que um limite de custos deve ser implementado pela FIA para preencher os buracos financeiros.

“Dê a cada equipe, por exemplo, 150 milhões de euros com a FIA administrando. As grandes equipes vão reclamar que não há nenhuma maneira de controlar os custos, mas isso é um absurdo. Na Toro Rosso, sei quanto custa cada parafuso”.

“Muitos afirmam que não se pode controlar o desenvolvimento – também uma asneira. Se alguém não quiser apresentar seus gastos, poderia ser muito fácil, então a FIA poderia cobrar da equipe duas vezes o preço médio da peça em questão. E então veremos quão rápido todas as faturas serão entregues à FIA”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.