Schumacher: Sobrenome não é garantia de estreia na F1

Mick Schumacher

Mick Schumacher sabe que seu sobrenome “não é uma garantia” de um futuro na Fórmula 1.

Um ano atrás, enquanto sua carreira na Fórmula 2 estava começando, o filho de Michael Schumacher teve a oportunidade de testar os carros da Ferrari e Alfa Romeo.

Porém, a empolgação cercando Schumacher está bem menor agora, em parte porque ele não brilhou durante sua primeira temporada na principal categoria de acesso à F1.

“Em geral, eu estou feliz com a temporada”, declarou Schumacher à publicação argentina Infobae. “Nossos dados mostram que houve apenas três corridas nas quais eu não tive velocidade”.

“Porém, o mais importante é que aprendi muito em 2019, principalmente em termos de gerenciamento dos pneus, que é provavelmente a parte mais crucial na F2. Contudo, eu não quero só continuar melhorando em 2020, também quero lutar com os pilotos de ponta”.

Alguns sugeriram que, apesar do nome Schumacher ser um benefício em muitos aspectos, isso também colocou pressão e expectativas excessivas sobre ele.

Mick acrescentou: “Eu sei que, se quiser me tornar um piloto de F1, tenho de andar bem nas categorias juniores como a F2. Nenhum piloto júnior chega à F1 por causa de seu sobrenome. Isso não é uma garantia”.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.