Rosberg foi o algoz de Schumacher na Formula 1

f1-rosberg-vs-schumacher

Nico Rosberg vs Michael Schumacher

Conteúdo patrocinado por:

O GP do Brasil foi o último (pela segunda vez) de Michael Schumacher na Formula 1. Ele já havia sido demitido pela equipe no mês passado, quando a Mercedes anunciou que havia contratado Lewis Hamilton para ser companheiro de equipe de Nico Rosberg. E assim terminou um relacionamento de três anos e 58 corridas de Schumacher com a Mercedes.

É justo dizer que o retorno do sete vezes campeão mundial não saiu como o planejado. Ao longo de sua carreira, Schumacher bateu constantemente seus companheiros de equipe, mas em Rosberg encontrou um forte concorrente e não conseguiu se impor. Nem a Rosberg e nem a equipe, que nunca lhe deu os privilégios outrora obtidos na Ferrari.

E as chances de tentar adicionar mais títulos à sua coleção ficaram bem sombrias já em sua primeira temporada completa em 2010, quando foi inexoravelmente batido por Rosberg por 142 pontos a 72.

Em todas as três temporadas, Rosberg terminou à frente de Schumacher no campeonato de pilotos, e em 2010 e 2012, Rosberg chegou perto de marcar o dobro do número de pontos de seu companheiro de equipe. Schumacher ficou apenas 13 pontos atrás em 2011, mas no geral Rosberg obteve uma vantagem de 324 pontos contra 197.

Schumacher também perdeu no número de corridas terminadas nos pontos: 39 a 31 para Rosberg.

No entanto, Schumacher pode levar algum conforto no fato de que seus resultados sofreram com uma série de abandonos, a maioria deles por problemas mecânicos, durante todo seu tempo na Mercedes. O alemão mais velho sofreu 15 baixas em comparação com as 7 de Rosberg.

Schumacher perdeu em termos de disputa direta em corrida (excluindo desistências) de 22 a 15 para Rosberg. Essa lacuna aumenta de 7 para 13 se você incluir os abandonos.

Schumacher marcou pontos em 72% das corridas que ele completou, mas Rosberg marcou em 76%.

A leitura torna-se mais sombria para Schumacher quando voltamos nossa atenção para a classificação. Descontando punições de grid, Rosberg terminou a classificação com o tempo mais rápido por volta em 41 ocasiões contra 17 de Schumacher, o que equivale a 71% do tempo.

Schumacher conseguiu o tempo mais rápido do grid uma vez, em Monaco 2012, embora ele tenha largado em sexto após uma punição. O alemão só largou na primeira fila uma vez, no GP da China, quando foi promovido do terceiro para o segundo lugar como resultado de uma punição para Lewis Hamilton. Rosberg começou na pole uma vez na China, que se converteu em vitória, e largou uma vez mais na primeira fila.

Como você vai ver nas estatísticas abaixo, Rosberg venceu Schumacher em todas as categorias, menos nos abandonos, o que mostra que o alemão mais velho foi amplamente batido por seu companheiro de equipe pela primeira vez em sua carreira.

Classificação
Tempo mais rápido em classificação: Rosberg 41 / 17 Schumacher
Poles: Rosberg 1 / 0 Schumacher
Primeira fila: Rosberg 2 / 1 Schumacher

Corrida
Vitórias: Rosberg 1 / 0 Schumacher
Pódios: Rosberg 5 / 1 Schumacher
Terminar nos pontos: Rosberg 39 / 31 Schumacher
Abandonos: Rosberg 7 / 15 Schumacher
Resultado melhor em corrida (incl. abandonos): Rosberg 35 / 22 Schumacher
Disputa direta: Rosberg 22 / 15 Schumacher

Campeonato
Pontos conquistados: Rosberg 324 / 197 Schumacher
Temporadas terminadas com mais pontos: Rosberg 3 / 0 Schumacher
Colocação mais alta do campeonato: Rosberg 7º (2010, 2011) / Schumacher 8º (2011)

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.