Retorno da Alfa Romeo mostra o valor da Fórmula 1, diz Horner

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017 às 13:33

Christian Horner

O retorno da Alfa Romeo para a Fórmula 1 mostra o valor da categoria e sugere que a Ferrari não cumprirá as ameaças de sair, de acordo com o diretor da Red Bull, Christian Horner.

A Alfa Romeo faz parte do mesmo grupo Fiat Chrysler que controla a Ferrari, a equipe mais bem sucedida e glamourosa da F1.

A equipe suíça Sauber anunciou nesta quinta-feira que a marca italiana voltou à categoria como patrocinadora principal após uma ausência de 30 anos, com a equipe passando a ser conhecida como Alfa Romeo Sauber F1 da próxima temporada.

“Eles (Alfa) estão sob a mesma direção que o presidente-executivo da Fiat Chrysler, Sergio (Marchionne), então não posso acreditar que ele teria trazido a Alfa Romeo para a Ferrari sair em alguns anos”, disse Horner à Reuters .

“Eu acho que isso demonstra que a F1 está obviamente funcionando e criando o reconhecimento, caso contrário, o grupo não teria trazido a marca Alfa para a categoria”, acrescentou.

A Alfa tem uma longa história no automobilismo, desde os dias anteriores à Segunda Guerra Mundial até a conquista dos dois primeiros campeonatos de pilotos de Fórmula 1 em 1950 e 1951. Enzo Ferrari trabalhou para eles antes de construir seu primeiro carro em 1947.

Marchionne, que também é presidente da Ferrari, avisou em novembro que a equipe poderia se afastar se a categoria tomar uma direção contrária aos interesses da Ferrari.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.