MotoGP – Ducati: Começar o projeto para 2015 atrasado vale o risco

quarta-feira, 20 de agosto de 2014 às 13:05

Ducati

O chefe de projeto da Ducati Gigi Dall’Igna insiste que não está preocupado com as motos de 2015 chegando à pista muito mais tarde do que seus rivais.

Enquanto a Honda e Yamaha já começaram os testes de pista com suas máquinas de 2015, a nova Ducati não fará a sua estreia até o teste de Sepang do próximo mês de fevereiro.

Perguntado se achava que poderia ser tarde demais para ser competitivo na próxima temporada, Dall’Igna respondeu: “Talvez, mas não quero ter que fazer o trabalho duas vezes”.

“Eu prefiro colher todas as informações que precisamos em primeiro lugar, e em seguida, começar a temporada atrasado, mas com a máquina certa”.

Ele acredita que a Ducati pouco pode fazer para curar os problemas fundamentais de subviragem na atual moto, então um completo novo começo para 2015 é a única opção.

“É difícil dizer o que precisamos fazer para resolver o problema”, admitiu Dall’Igna. “Nós tentamos diferentes ajustes desde o início da temporada e temos outras ideias em mente”.

A controversa mudança da Ducati para nova classe Aberta em 2014, lhe permitiu desenvolver seu motor e usar 12 unidades ao longo da temporada, em vez das cinco das motos de fábrica.

Dall’Igna disse que, sendo este ano uma temporada de desenvolvimento, ele estava disposto a ir além do limite de motores da classe Aberta se necessário e tomar punições.

 

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.