MotoGP adotará ECU única para todos os participantes a partir de 2016

terça-feira, 18 de março de 2014 às 13:30

Cal Crutchlow

A MotoGP vai adotar uma central eletrônica para todos os participantes de 2016, pondo fim a sua atual estrutura em dois níveis.

O debate sobre o futuro da eletrônica da MotoGP tem sido feroz, com a atual equipe campeã Honda ameaçando sair do campeonato se o sistema obrigatório for aprovado.

Mas em uma reunião da Comissão do Grande Prêmio – na qual a equipe Honda e a Yamaha são representados pela Associação dos Fabricantes de Motos Esportivas – no Qatar na terça-feira, ficou acertado que a ECU de controle seria mandatória somente após mais dois anos.

A Honda, a Yamaha e todos os “participantes atuais e potenciais” poderão ajudar na concepção e desenvolvimento do novo software.

A Ducati tinha atraído a ira da Honda, por auxiliar no desenvolvimento do sistema de programação da Magnetti Marelli na especificação de 2013/2014, antes de anunciar que iria usar o software e competir na classe Open.

“A ECU e software do campeonato serão obrigatórios para todas as equipes, com efeito a partir de 2016”, disse uma declaração da Comissão. “Durante o desenvolvimento do software um site privado para usuários será criado para permitir aos participantes monitorar o desenvolvimento do software e entrar com sugestões de modificações”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.