Mercedes faz o começo mais dominante na F1 desde 1992

segunda-feira, 7 de abril de 2014 às 14:37

Williams FW14B

A 24ª vitória da carreira de Lewis Hamilton significa que ele está empatado com Juan Manuel Fangio em décimo lugar na lista dos maiores vencedores da categoria.

Excepcionalmente para um piloto com tantas vitórias em seu nome, ele ainda não venceu mais do que duas vezes seguidas. Esta é a quarta vez que faz isso, com vitórias consecutivas anteriores em 2007, 2008 e 2010.

Não houve a repetição de seu ‘grand slam’ da Malásia, já que seu companheiro de equipe Nico Rosberg conseguiu a pole position. Esta foi a quinta da carreira de Rosberg, o igualando a seu pai Keke, bem como Giuseppe Farina, Chris Amon, Clay Regazzoni e Patrick Tambay.

Rosberg também fez a sexta volta mais rápida de sua carreira, o levando ao nível de Jose Froilan Gonzalez, Mike Hawthorn, Phil Hill, Dan Gurney, Emerson Fittipaldi, Carlos Reutemann e Heinz-Harald Frentzen.

Depois de marcar seu primeiro 1-2 depois de 59 anos na Malásia, a Mercedes acrescentou um segundo apenas oito dias mais tarde, no Bahrain. É a sétima vez que conseguiram e com sua vitória de número 16, o mesmo número de vitórias da Cooper. Eles também fizeram sua 20ª pole position.

Pela terceira corrida consecutiva, todas as voltas foram lideradas por um piloto da Mercedes. Esse é o início mais dominante que qualquer equipe fez numa temporada desde 1992, quando a Williams ganhou todas as cinco primeiras corridas, além das primeiras 70 voltas do GP de Mônaco.

Sergio Perez marcou o quarto pódio de sua carreira. A Force India é a segunda equipe onde conseguiu um lugar no pódio – também fez com a Sauber – mas não com a McLaren.

Esta foi a primeira vez que uma Force India foi classificada em terceiro lugar. É o seu segundo pódio, depois do segundo lugar de Giancarlo Fisichella no GP da Bélgica de 2009.

Daniel Ricciardo conseguiu o melhor resultado de sua carreira até agora com o quarto lugar – assumindo sua desclassificação do segundo lugar no GP da Austrália, se confirmada pelo Tribunal de Recursos da FIA daqui uma semana.

A McLaren teve seu primeiro abandono desde o GP do Brasil de 2012, quando Kevin Magnussen se retirou com um problema de embreagem. Como resultado, Magnussen não conseguiu marcar pela primeira vez em sua carreira de três corridas – assim como Daniil Kvyat.

Esta foi a primeira vez desde o GP da Inglaterra do ano passado que não havia um Red Bull na primeira fila ou um McLaren nos pontos. Enquanto isso, a Ferrari acumulou sua 70ª corrida consecutiva nos pontos – a última vez que não conseguiu marcar foi no GP da Inglaterra de 2010.

Vários marcos foram alcançados na corrida de domingo, incluindo a etapa de número 900 do campeonato mundial.

Jenson Button marcou a sua 250ª largada num grand prix embora ele não conseguisse pontuar, depois de sofrer um problema semelhante ao de Magnussen.

Esta foi também a largada de número 400 para a equipe que começou a vida como Jordan em 1991 e agora é chamada de Force India, e que também apareceu como Midland (2006) e Spyker (2007).

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.