McLaren: Fórmula 1 em posição complicada sobre proteção de cockpit

quarta-feira, 19 de julho de 2017 às 11:57
Escudo

Escudo

O primeiro teste inconclusivo de Sebastian Vettel do dispositivo escudo deixa a Fórmula 1 em uma situação “complicada” sobre o que fazer com a proteção de cabeça no próximo ano, diz Zak Brown da McLaren.

O piloto da Ferrari, Vettel, queixou-se da visibilidade e do vento no primeiro teste com o escudo durante o treino do GP da Grã-Bretanha e encerrou o teste após uma única volta de instalação.

A F1 planeja introduzir uma forma de proteção de cabeça de cockpit para a temporada de 2018, mas ambos os dispositivos que estão sendo considerados dividiram a opinião.

A alternativa ao escudo, o halo, também encontrou uma reação negativa quando foi testada pela primeira vez e tem pouco apoio entre as equipes.

O debate sobre as duas opções continuará em uma reunião do Grupo de Estratégia da F1 na quarta-feira.

“Eu acho que é complicado”, disse Brown. “Todos querem mais segurança? Sim. As pessoas querem algo que não parece certo? Não. Mas o que você tem que fazer é garantir que ele funcione”.

“Não estou surpreso que este para-brisas [escudo] que é bastante curvo não pareça certo – não sei o que Vettel viu, mas ele disse que ficou tonto”.

“Você não quer nenhuma distorção. Você quer que pareça que não há janela na sua frente, então eu não sei o que eles devem fazer”.

“Nós temos que ter algo que funcione. Estar tonto não é bom depois de uma volta”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.