“Maldonado não merece um assento na F1”, diz Mark Webber

quarta-feira, 9 de setembro de 2015 às 12:33

Pastor Maldonado

Mark Webber criticou os pilotos pagantes, como Pastor Maldonado, argumentando que não deveriam estar na categoria se eles não estão apresentando desempenho.

Na segunda-feira, Webber disse que o grid da F1 já não tem a importância que já teve, mas agora foi um passo atrás, destacando Maldonado como um exemplo em uma entrevista à Sky Sports. Maldonado traz o apoio financeiro da empresa petrolífera venezuelana PDVSA, mas Webber acha que a F1 deve ser sobre a capacidade de pilotar, em vez da capacidade de pagar.

“Sabemos que temos qualidade, mas ainda acho que há o movimento dos pilotos pagantes (na F1), que decidem basicamente em que equipes querem ir, e também se permanecem lá “, disse ele. “Pastor, por exemplo, dizendo: ‘Ainda não decidi para onde estou indo’. Que outro esporte funciona assim? Se você não está apresentando resultados, companheiro, monte em sua bicicleta e saia daqui”.

“Sempre houve pilotos pagantes no grid na F1, não me interpretem mal, mas em 2002 quando eu comecei, ou 2010, até nos anos 90, só acho que houve uma seleção mais profunda lá porque havia mais chances para os caras que estavam no topo das tabelas (nas categorias júnior) para subir puramente pelos resultados e não com um governo o apoiando por trás”.

Webber deixou claro que ele acha que há outros exemplos no grid além de Maldonado.

“Sim, muito poucos. Eles precisam tratar a categoria com mais entusiasmo, mais profissionalismo e mais propósito de por que eles estão lá e não banalizar (dizendo) ‘oh, eu vou para a próxima corrida e vou ter outra chance’. Nós usamos Pastor como um exemplo – há alguns destes que não deveriam estar lá”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.