Indy quer ser uma alternativa para os países fora da F1

quarta-feira, 25 de março de 2015 às 13:00

Fórmula Indy

O chefe da Indy Mark Miles acredita que as altas taxas da F1 poderiam trabalhar em favor de sua categoria, já que ele procura oportunidades de expansão para além da América do Norte.

A categoria americana está em processo de tentar uma mudança para uma temporada que começa e termina no início do ano, com a esperança de compensar a falta de locais norte-americanos com um clima adequado para as corridas em fevereiro e março, adicionando eventos no exterior.

O primeiro passo nesse sentido foi a intenção de ter uma corrida em Brasília no início deste mês. No entanto, o evento foi cancelado em fevereiro, após o governo local retirar o seu financiamento.

Enquanto Miles continua otimista que a Indy pode ter sucesso fora dos EUA, e ele acredita que pode fazê-lo, oferecendo como uma alternativa mais viável para os mercados que não podem pagar pela F1.

A expansão planejada da Indy vem em um momento em que a F1, com altas taxas, está sob crescente discussão.

O GP da Alemanha estará ausente do calendário este ano pela primeira vez em mais de cinco décadas, devido ao fracasso dos organizadores do evento para acertar os termos com Bernie Ecclestone.

O ministro de turismo da Austrália Leon Bignell disse recentemente à imprensa que Adelaide não tentará recuperar o grand prix de Melbourne, enquanto Ecclestone estiver no comando.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.