Indy – Castroneves pode se juntar aos maiores vencedores da Indy 500

indy12-castroneves penske indianapolis lado-350Apenas a participação em uma prova com mais de 100 anos de história e tradição já seria o suficiente para enaltecer o currículo de qualquer piloto de nível internacional. Mas a possibilidade de se juntar ao grupo que mais venceu as 500 Milhas de Indianápolis na história é uma das motivações do piloto brasileiro Helio Castroneves, que compete com o carro preparado pela equipe Penske e com patrocínio da Shell na Indy 500 deste ano, que será no domingo dia 27. Neste sábado, o “Pole Day” define quem larga na frente na corrida de 2012.

Com três conquistas na prova que é considerada a mais importante do calendário norte-americano e uma das mais famosas em todo mundo, Castroneves pode fazer história com a quarta vitória, sendo o piloto que mais venceu a Indy 500, igualando-se a três lendas do esporte: A.J.Foyt, Rick Mears e Al Unser – todos eles norte-americanos.

“Eu fico muito honrado em ter construído essa história aqui em Indianapolis e um dos meus principais objetivos nesta temporada é vencer a Indy 500 mais uma vez. O lugar é demais, a galera é ótima e eu me sinto em casa correndo aqui”, diz Castroneves, vencedor da Indy 500 em 2001, 2002 e 2009.

Como manda a tradição em uma prova centenárias, as atividades fogem do usual na Indy 500. A começar pela definição do primeiro lugar do grid de largada, que será neste sábado, no dia batizado como “Pole Day”. Os treinos livres estão sendo disputados nesta semana em Indianápolis.

A Penske é apontada como uma das favoritas nesta prova, após vencer as quatro primeiras corridas do ano. Helinho foi o vitorioso na abertura da temporada, nas ruas de São Petersburgo (EUA), e tem 135 pontos no campeonato, ocupando a vice-liderança. O primeiro é Will Power, com 180.

“Tivemos uma pré-temporada de desenvolvimento do novo chassi Dallara D12 e o motor Chevrolet V6 Biturbo. E mesmo com o início do campeonato, justamente para continuar buscando o acerto do novo equipamento para os vários tipos de pista que utilizamos, continuamos testando. Acho que até aqui fizemos a lição de casa direito e chego a Indianapolis com o meu Shell V-Power Pennzoil do Team Penske em boas condições. Mas temos muito trabalho ainda pela frente, pois o campeonato está apenas começando e, assim como nós, as outras equipes estão trabalhando duro”, diz o piloto de 37 anos.

FH – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.