Fórmula 1 está repetindo o mesmo erro de 2009?

terça-feira, 31 de julho de 2018 às 12:12

BMW Sauber de 2009

Como serão os novos designs de asa dianteira para a temporada de Fórmula 1 de 2019? Vamos descobrir nos próximos dois dias, enquanto algumas equipes planejam testá-las em Hungaroring.

A Force India irá usar um desenvolvimento inicial da nova asa, que se destina a ajudar as ultrapassagens, eliminando aletas e impondo um design mais simples.

No entanto, a maior mudança estética para as asas dianteiras será um aumento na largura. Elas vão agora abranger toda a largura de dois metros do carro.

“Eu acho que esteticamente isso parece errado”, disse o diretor técnico da Force India, Andrew Green, ao site RaceFans.

A F1 introduziu anteriormente asas dianteiras de largura total em 2009. O primeiro exemplo foi testado pela BMW no final da temporada de 2008. Embora isso também tenha provocado preocupações estéticas, só em 2014 as asas foram reduzidas em largura.

“Esta foi uma das áreas modificadas pelo Overtaking Working Group dentro do tempo disponível e os detalhes não foram considerados”, explicou o diretor técnico da Williams, Paddy Lowe.

Ele também está preocupado que a F1 repita o erro que fez há 10 anos.

“Acho que o mesmo erro foi cometido de novo, infelizmente. Mas é apenas uma coisa estética. Eu acho que se tivesse sido realmente problemático, nós teríamos mudado muito mais rápido do que cinco anos”.

Lowe disse que a Williams também “fará algumas experiências sobre as regras do próximo ano” no próximo teste. “É a última oportunidade em certas áreas para fazer isso”.

“Acho que todos os outros provavelmente farão algo semelhante”, acrescentou ele.

A Renault disse que não pretende testar uma asa dianteira de 2019, e Haas não comparecerá ao teste.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.